Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Casal fica 26 horas refém


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

16/06/2007 | 07:07


A Polícia Civil de Santo André prendeu sexta-feira uma quadrilha formada por cinco pessoas acusada de manter refém por 26 horas um casal de namorados. Durante o período, as vítimas ficaram em dois cativeiros e os criminosos gastaram R$ 13 mil em diversas compras.

O périplo do bando com as vítimas começou na quarta-feira à noite, quando o comerciante L.M.T., 24 anos, foi buscar a namorada, a gerente de loja H.M., 20, no Expo Center Norte, na Capital. Em seguida, o casal foi para o Tatuapé, onde a gerente morava. Ela é sobrinha do deputado estadual José Bruno (DEM).

Após cinco minutos de o casal namorar dentro do Citroën do comerciante, ambos foram atacados por três integrantes da quadrilha. Um deles estava armado com uma pistola 380.

Inicialmente, a intenção do grupo era apenas realizar um seqüestro relâmpago típico, com saques rápidos em caixas eletrônicos. Entretanto, ao observarem o celular do comerciante, mudaram de idéia. O aparelho tinha fotos de uma moto de alta cilindrada, além de um navio e imagens de Fernando de Noronha. A quadrilha imaginou que poderia arrancar mais dinheiro do casal.

O primeiro cativeiro foi em uma casa no Itaim Paulista, zona Leste da Capital. O segundo, em um motel em Itaquaquecetuba. A quadrilha tentou vender as vítimas para membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), que iriam pedir resgate de R$ 200 mil. No entanto, o negócio não foi fechado. Toda a transação foi ouvida pelas vítimas.

Quinta-feira à noite, um parente do comerciante viu o carro dele no estacionamento do Shopping Tatuapé e avisou a polícia. Agentes da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Santo André foram acionados pelo comando da Polícia Civil.

No local, foram presos Wellington Willian Silva, 20 anos, Pablo Santo de Souza, 18. Wesley Willamys Pereira da Silva, 19, e Jackson da Silva Lima, 23. Um adolescente de 17 anos foi detido em Itaquaquecetuba enquanto vigiava a gerente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casal fica 26 horas refém

Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

16/06/2007 | 07:07


A Polícia Civil de Santo André prendeu sexta-feira uma quadrilha formada por cinco pessoas acusada de manter refém por 26 horas um casal de namorados. Durante o período, as vítimas ficaram em dois cativeiros e os criminosos gastaram R$ 13 mil em diversas compras.

O périplo do bando com as vítimas começou na quarta-feira à noite, quando o comerciante L.M.T., 24 anos, foi buscar a namorada, a gerente de loja H.M., 20, no Expo Center Norte, na Capital. Em seguida, o casal foi para o Tatuapé, onde a gerente morava. Ela é sobrinha do deputado estadual José Bruno (DEM).

Após cinco minutos de o casal namorar dentro do Citroën do comerciante, ambos foram atacados por três integrantes da quadrilha. Um deles estava armado com uma pistola 380.

Inicialmente, a intenção do grupo era apenas realizar um seqüestro relâmpago típico, com saques rápidos em caixas eletrônicos. Entretanto, ao observarem o celular do comerciante, mudaram de idéia. O aparelho tinha fotos de uma moto de alta cilindrada, além de um navio e imagens de Fernando de Noronha. A quadrilha imaginou que poderia arrancar mais dinheiro do casal.

O primeiro cativeiro foi em uma casa no Itaim Paulista, zona Leste da Capital. O segundo, em um motel em Itaquaquecetuba. A quadrilha tentou vender as vítimas para membros do PCC (Primeiro Comando da Capital), que iriam pedir resgate de R$ 200 mil. No entanto, o negócio não foi fechado. Toda a transação foi ouvida pelas vítimas.

Quinta-feira à noite, um parente do comerciante viu o carro dele no estacionamento do Shopping Tatuapé e avisou a polícia. Agentes da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Santo André foram acionados pelo comando da Polícia Civil.

No local, foram presos Wellington Willian Silva, 20 anos, Pablo Santo de Souza, 18. Wesley Willamys Pereira da Silva, 19, e Jackson da Silva Lima, 23. Um adolescente de 17 anos foi detido em Itaquaquecetuba enquanto vigiava a gerente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;