Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Identificação de vítimas de acidente aéreo segue com dificuldades


Do Diário OnLine
Com Agências

16/05/2004 | 21:47


O reconhecimento das vítimas do acidente com o avião da companhia Rico Linhas Aéreas que caiu na última sexta-feira, em Manaus, poderá ser mais demorado do que o previsto. Neste domingo, soldados dos Bombeiros, Marinha, Exército e uma equipe de médicos legistas voltaram ao local para tentar retirar os corpos restantes. Já foram resgatados os restos mortais de 28 das 33 pessoas que estavam na aeronave. As buscas serão retomadas nesta segunda-feira pela manhã.

Segundo os funcionários do IML (Instituto Médico Legal) da capital amazonense, a fragmentação dos corpos dos passageiros não permite uma identificação imediata. Neste domingo, as famílias das vítimas receberam formulários para descrever cicatrizes, cor de pele, tatuagens e outras marcas que ajudariam no trabalho de reconhecimento dos médicos legistas. Em alguns casos, a identificação será feita por meio de exame da arcada dentária.

O avião modelo Brasília, prefixo PT-WRO, caiu a 16 quilômetros da cabeceira da pista do Aeroporto Eduardo Gomes, em um local onde a mata é extremamente fechada e o acesso só possível com o uso de helicópteros e barcos.

A caixa-preta do avião já foi encontrada e encaminhada ao DAC (Departamento de Aviação Civil), que investigará as causas da pane. Os resultados devem ser revelados em 30 dias.

A Rico Linhas Aéreas descartou a possibilidade de o acidente ter sido causado por falha humana ou por falta de combustível. A companhia trabalha com a hipótese de que tenha havido uma falha mecânica.

Em agosto de 2002, outro avião da Rico caiu próximo ao aeroporto de internacional de Rio Branco. Na ocasião, 23 pessoas morreram e oito sobreviveram.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;