Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Chegada de Schulle deve fazer
Caihame reaparecer no Ramalhão

Os gols perdidos nas partidas contra o Duque de Caxias e o
Macaé resultaram no afastamento do atacante em dois jogos


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/09/2012 | 07:00


Os gols perdidos nas partidas contra Duque de Caxias e Macaé resultaram no afastamento do atacante Caihame das partidas contra Chapecoense e Brasiliense pela Série C Nacional. É bem verdade que diante da equipe ‘candanga', uma virose também atrapalhou o antigo titular, mas o diretor de futebol Sérgio do Prado confirmou que o ex-técnico Claudemir Peixoto o deixou de lado para aprimorar a pontaria.

"O Caihame teve duas atuações, uma no Rio e outra aqui, nas quais perdeu muitas chances, gol feito e sem goleiro. Ele é o culpado? Claro que não! Mas não estava em bom momento, tanto que foi afastado pelo treinador (Peixoto), não para prejudicá-lo, mas para recuperá-lo", justificou o dirigente.

Por outro lado, Sérgio do Prado deixou claro que conta com o atleta para a sequência da competição. "É jogador que a gente conta com a recuperação dele porque tem qualidade, já mostrou isso no Barbarense, mostrou aqui nos primeiros jogos, mas estava num mau momento e quem sabe agora retome o bom momento, é o que a gente espera", concluiu o cartola.

Agora, com a chegada de Itamar Schulle, é provável que o atleta seja reencorporado aos relacionáveis para o jogo contra o Vila Nova, domingo, em Goiânia.

No jogo treino contra o São Bernardo, na quarta-feira, ele entrou na segunda etapa e deu mais mobilidade ao setor ofensivo, principalmente quando caía pelo setor esquerdo do campo. Foi dos pés dele, inclusive, que saiu o primeiro gol andreense. Em jogada individual, ele cruzou para a área e o zagueiro Jefferson, na hora de cortar, jogou contra o gol.

Além de Caihame, o Ramalhão conta para o ataque com Fábio Santos, Borebi, Cadu, Vitor Hugo e Claudio Mussum. Dono do pior ataque da Série C do Campeonato Brasileiro (oito gols marcados em 11 jogos, ao lado de Chapecoense e Tupi), o time ainda busca a melhor forma de encontrar o caminho das redes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chegada de Schulle deve fazer
Caihame reaparecer no Ramalhão

Os gols perdidos nas partidas contra o Duque de Caxias e o
Macaé resultaram no afastamento do atacante em dois jogos

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

14/09/2012 | 07:00


Os gols perdidos nas partidas contra Duque de Caxias e Macaé resultaram no afastamento do atacante Caihame das partidas contra Chapecoense e Brasiliense pela Série C Nacional. É bem verdade que diante da equipe ‘candanga', uma virose também atrapalhou o antigo titular, mas o diretor de futebol Sérgio do Prado confirmou que o ex-técnico Claudemir Peixoto o deixou de lado para aprimorar a pontaria.

"O Caihame teve duas atuações, uma no Rio e outra aqui, nas quais perdeu muitas chances, gol feito e sem goleiro. Ele é o culpado? Claro que não! Mas não estava em bom momento, tanto que foi afastado pelo treinador (Peixoto), não para prejudicá-lo, mas para recuperá-lo", justificou o dirigente.

Por outro lado, Sérgio do Prado deixou claro que conta com o atleta para a sequência da competição. "É jogador que a gente conta com a recuperação dele porque tem qualidade, já mostrou isso no Barbarense, mostrou aqui nos primeiros jogos, mas estava num mau momento e quem sabe agora retome o bom momento, é o que a gente espera", concluiu o cartola.

Agora, com a chegada de Itamar Schulle, é provável que o atleta seja reencorporado aos relacionáveis para o jogo contra o Vila Nova, domingo, em Goiânia.

No jogo treino contra o São Bernardo, na quarta-feira, ele entrou na segunda etapa e deu mais mobilidade ao setor ofensivo, principalmente quando caía pelo setor esquerdo do campo. Foi dos pés dele, inclusive, que saiu o primeiro gol andreense. Em jogada individual, ele cruzou para a área e o zagueiro Jefferson, na hora de cortar, jogou contra o gol.

Além de Caihame, o Ramalhão conta para o ataque com Fábio Santos, Borebi, Cadu, Vitor Hugo e Claudio Mussum. Dono do pior ataque da Série C do Campeonato Brasileiro (oito gols marcados em 11 jogos, ao lado de Chapecoense e Tupi), o time ainda busca a melhor forma de encontrar o caminho das redes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;