Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após teste inconclusivo de Covid-19, Sergio Pérez é isolado e deixa F-1 em alerta

Reprodução Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


30/07/2020 | 12:08


O mexicano Sergio Pérez não deu as caras nesta quinta-feira no circuito de Silverstone, onde neste final de semana acontece o GP da Inglaterra de Fórmula 1, a quarta etapa da temporada de 2020. O motivo, preocupante para todos da categoria diante do atual cenário de pandemia do novo coronavírus, é que o piloto da Racing Point, de acordo com informações da própria equipe, teve um resultado inconclusivo para o teste da covid-19, obrigatório antes de entrar no paddock da F-1.

De acordo com a Racing Point, Pérez está isolado, não tem acesso ao autódromo de Silverstone e aguarda o resultado de um segundo teste para saber se poderá disputar o GP da Inglaterra. Estava prevista para esta quinta-feira a participação do mexicano na entrevista coletiva que os pilotos concedem um dia antes do início das atividades de pista.

O teste feito por Pérez foi o PCR, com o swab, o popular cotonete, que é inserido em uma das narinas para coletar material do examinado. Somente após uma avaliação conclusiva será determinado o possível retorno do mexicano ao paddock em Silverstone. A Racing Point informou ainda que o piloto não viajou ao México neste período entre o GP da Hungria, no último dia 19, e esta quinta-feira.

Caso esteja infectado, o piloto mexicano deixa um carro vago na Racing Point. O belga Stoffel Vandoorne e o compatriota Esteban Gutiérrez são os possíveis substitutos, já que os dois têm vínculo com a Mercedes, que divide pilotos reservas com a equipe que tem Pérez e o canadense Lance Stroll como titulares.

Pérez vem sendo um dos destaques da temporada de 2020 e ocupa a sexta colocação na classificação geral, com 22 pontos. O mexicano pontuou nas três corridas do campeonato, com dois sextos lugares (nos GPs da Áustria e da Estíria, ambos no circuito de Spielberg) e um sétimo (no GP da Hungria, em Budapeste).

Todos os envolvidos com as corridas de Fórmula 1 têm passado por teste de covid-19 para terem acesso aos paddocks. Até o momento, apenas dois casos positivos foram impedidos de acessar o circuito de Hungaroring, na Hungria, há duas semanas, mas estes não foram de pessoas que haviam estado na Áustria nas duas primeiras provas da temporada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após teste inconclusivo de Covid-19, Sergio Pérez é isolado e deixa F-1 em alerta


30/07/2020 | 12:08


O mexicano Sergio Pérez não deu as caras nesta quinta-feira no circuito de Silverstone, onde neste final de semana acontece o GP da Inglaterra de Fórmula 1, a quarta etapa da temporada de 2020. O motivo, preocupante para todos da categoria diante do atual cenário de pandemia do novo coronavírus, é que o piloto da Racing Point, de acordo com informações da própria equipe, teve um resultado inconclusivo para o teste da covid-19, obrigatório antes de entrar no paddock da F-1.

De acordo com a Racing Point, Pérez está isolado, não tem acesso ao autódromo de Silverstone e aguarda o resultado de um segundo teste para saber se poderá disputar o GP da Inglaterra. Estava prevista para esta quinta-feira a participação do mexicano na entrevista coletiva que os pilotos concedem um dia antes do início das atividades de pista.

O teste feito por Pérez foi o PCR, com o swab, o popular cotonete, que é inserido em uma das narinas para coletar material do examinado. Somente após uma avaliação conclusiva será determinado o possível retorno do mexicano ao paddock em Silverstone. A Racing Point informou ainda que o piloto não viajou ao México neste período entre o GP da Hungria, no último dia 19, e esta quinta-feira.

Caso esteja infectado, o piloto mexicano deixa um carro vago na Racing Point. O belga Stoffel Vandoorne e o compatriota Esteban Gutiérrez são os possíveis substitutos, já que os dois têm vínculo com a Mercedes, que divide pilotos reservas com a equipe que tem Pérez e o canadense Lance Stroll como titulares.

Pérez vem sendo um dos destaques da temporada de 2020 e ocupa a sexta colocação na classificação geral, com 22 pontos. O mexicano pontuou nas três corridas do campeonato, com dois sextos lugares (nos GPs da Áustria e da Estíria, ambos no circuito de Spielberg) e um sétimo (no GP da Hungria, em Budapeste).

Todos os envolvidos com as corridas de Fórmula 1 têm passado por teste de covid-19 para terem acesso aos paddocks. Até o momento, apenas dois casos positivos foram impedidos de acessar o circuito de Hungaroring, na Hungria, há duas semanas, mas estes não foram de pessoas que haviam estado na Áustria nas duas primeiras provas da temporada.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;