Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Comunidade homenageia Lucas com grafite em muro de escola

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Jovem morreu afogado na Billings após desaparecer na favela do Amor


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

17/12/2019 | 07:00


Vítima de morte ainda não esclarecida, o jovem Lucas Eduardo Martins dos Santos, 14 anos, que desapareceu na madrugada de 12 de novembro na favela do Amor, em Santo André, foi homenageado por amigos com grafite feito no muro da EE Antônio Adib Chammas, no Jardim Santa Cristina, onde ele estudava. Além de preservar a memória do garoto, a arte tem o poder de deixar o caso em evidência e, com isso, exigir explicações.

A família de Lucas cobra que a polícia explique as circuntâncias da morte do jovem, cujo corpo foi encontrado em trecho da Represa Billings, no bairro Parque Miami. O laudo do IML (Instituto Médico-Legal) apontou que o garoto morreu afogado. No entanto, os parentes acreditam no envolvimento da Polícia Militar no caso. Dois policiais do 41º Batalhão estão afastados do trabalho nas ruas e a Corregedoria da PM apura o caso. 

Autor do grafite, Rodrigo Smul, 40 anos, diz que a ideia surgiu durante conversa com a presidente do Instituto Lar da Dona Cláudia, Rakyllayne Rios, 36. Ambos buscaram autorizações da família de Lucas e da escola para concretizar a homenagem. “O objetivo é usar a arte para que esse caso não passe batido”, destaca. 

Amigos e familiares de Lucas também participaram da ação, que se transformou em espécie de oficina. “Fiz apenas o personagem (Lucas) e as crianças pintaram as letras do seu nome”, conta o artista. 

Os moradores do bairro não só aprovaram a arte como ajudaram a divulgar a ação nas redes sociais. “Acabou virando um marco para região. As pessoas passam e tiram fotos, fazem vídeos e compartilham em suas redes sociais. Esse caso não pode ser esquecido”, destaca Rakyllayne. 

Responsável por um comércio de salgados em frente à escola, José Gonçalves de Souza, 58, se diz feliz em ver que o muro, antes na cor cinza, hoje está colorido e tem uma história, ainda que triste, para contar. “Não é só um grafite. Faz todo sentido essa homenagem para ele (Lucas). O desenho é um sucesso”, considera. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comunidade homenageia Lucas com grafite em muro de escola

Jovem morreu afogado na Billings após desaparecer na favela do Amor

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

17/12/2019 | 07:00


Vítima de morte ainda não esclarecida, o jovem Lucas Eduardo Martins dos Santos, 14 anos, que desapareceu na madrugada de 12 de novembro na favela do Amor, em Santo André, foi homenageado por amigos com grafite feito no muro da EE Antônio Adib Chammas, no Jardim Santa Cristina, onde ele estudava. Além de preservar a memória do garoto, a arte tem o poder de deixar o caso em evidência e, com isso, exigir explicações.

A família de Lucas cobra que a polícia explique as circuntâncias da morte do jovem, cujo corpo foi encontrado em trecho da Represa Billings, no bairro Parque Miami. O laudo do IML (Instituto Médico-Legal) apontou que o garoto morreu afogado. No entanto, os parentes acreditam no envolvimento da Polícia Militar no caso. Dois policiais do 41º Batalhão estão afastados do trabalho nas ruas e a Corregedoria da PM apura o caso. 

Autor do grafite, Rodrigo Smul, 40 anos, diz que a ideia surgiu durante conversa com a presidente do Instituto Lar da Dona Cláudia, Rakyllayne Rios, 36. Ambos buscaram autorizações da família de Lucas e da escola para concretizar a homenagem. “O objetivo é usar a arte para que esse caso não passe batido”, destaca. 

Amigos e familiares de Lucas também participaram da ação, que se transformou em espécie de oficina. “Fiz apenas o personagem (Lucas) e as crianças pintaram as letras do seu nome”, conta o artista. 

Os moradores do bairro não só aprovaram a arte como ajudaram a divulgar a ação nas redes sociais. “Acabou virando um marco para região. As pessoas passam e tiram fotos, fazem vídeos e compartilham em suas redes sociais. Esse caso não pode ser esquecido”, destaca Rakyllayne. 

Responsável por um comércio de salgados em frente à escola, José Gonçalves de Souza, 58, se diz feliz em ver que o muro, antes na cor cinza, hoje está colorido e tem uma história, ainda que triste, para contar. “Não é só um grafite. Faz todo sentido essa homenagem para ele (Lucas). O desenho é um sucesso”, considera. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;