Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Máscaras de Lula e Valério são as mais procuradas por foliões


Ana Carolina Negrão
Especial para o Diário

21/02/2006 | 07:46


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o empresário Marcos Valério, investigado no escândalo do mensalão, disputam a preferência dos foliões do Grande ABC neste ano. Além deles, diversos políticos – cassados ou não – marcarão presença no Carnaval em forma de máscaras, que custam em média R$ 20 e podem ser encontradas em plástico ou silicone. E ainda dá tempo de garantir uma. O movimento nas lojas do ramo é considerado fraco e só deve aumentar mesmo na sexta-feira, segundo os comerciantes.

Entre os jovens também é comum a procura por máscaras e acessórios de filmes de terror. A atendente Kelly Aparecida, 22 anos, passará o Carnaval vestida como o assassino do filme Pânico. “Achei a fantasia minha cara”, afirma a moça, que terá que trabalhar a caráter a pedido do bingo onde trabalha.

Quem abrir mão de debochar dos últimos escândalos do poder, ou prefere economizar sem ficar de fora da farra, pode optar por máscaras mais tradicionais, com detalhes em lantejoulas, por exemplo, que custam a partir de R$ 2.

A proprietária da Rainha das Pelúcias, de Santo André, Deolisse Forte Mori, espera a mudança do movimento fraco até o início da folia. “Está mais ou menos, ainda vai melhorar, as crianças já começaram a comprar”, afirma.

No gosto dos pequenos, os super-heróis, princesas e fadas continuam em alta. Segunda-feira à tarde, a aposentada Marilene Gamboré Ernani, 60 anos, estava à procura de fantasia para a neta de cinco anos. “Todo ano compro uma diferente, ainda estou em dúvida entre bailarina e princesa”, afirmou.

Se o movimento anda fraco para as vendas, para a locação não é diferente. Na Só à Rigor, locadora de trajes e fantasias de São Bernardo, a época de folia parece não aquecer os negócios. “As pessoas preferem comprar fantasias a alugar”, avalia a atendente Érica Regina.

A opção por comprar fantasias pode ser explicada pelos preços: enquanto um traje pode ser vendido de R$ 14 a R$ 80, o aluguel custa de R$ 16 a R$ 100 por dia. Para Rose Rego, gerente da Rainha das Fantasias, de Santo André, os foliões perderam o costume de se fantasiar no Carnaval. “As pessoas que freqüentam os clubes não ligam para fantasias, e infantil é mais fácil comprar, tem tanta loja que vende para crianças”, avaliou. (Supervisionada por Rita Camacho)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Máscaras de Lula e Valério são as mais procuradas por foliões

Ana Carolina Negrão
Especial para o Diário

21/02/2006 | 07:46


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o empresário Marcos Valério, investigado no escândalo do mensalão, disputam a preferência dos foliões do Grande ABC neste ano. Além deles, diversos políticos – cassados ou não – marcarão presença no Carnaval em forma de máscaras, que custam em média R$ 20 e podem ser encontradas em plástico ou silicone. E ainda dá tempo de garantir uma. O movimento nas lojas do ramo é considerado fraco e só deve aumentar mesmo na sexta-feira, segundo os comerciantes.

Entre os jovens também é comum a procura por máscaras e acessórios de filmes de terror. A atendente Kelly Aparecida, 22 anos, passará o Carnaval vestida como o assassino do filme Pânico. “Achei a fantasia minha cara”, afirma a moça, que terá que trabalhar a caráter a pedido do bingo onde trabalha.

Quem abrir mão de debochar dos últimos escândalos do poder, ou prefere economizar sem ficar de fora da farra, pode optar por máscaras mais tradicionais, com detalhes em lantejoulas, por exemplo, que custam a partir de R$ 2.

A proprietária da Rainha das Pelúcias, de Santo André, Deolisse Forte Mori, espera a mudança do movimento fraco até o início da folia. “Está mais ou menos, ainda vai melhorar, as crianças já começaram a comprar”, afirma.

No gosto dos pequenos, os super-heróis, princesas e fadas continuam em alta. Segunda-feira à tarde, a aposentada Marilene Gamboré Ernani, 60 anos, estava à procura de fantasia para a neta de cinco anos. “Todo ano compro uma diferente, ainda estou em dúvida entre bailarina e princesa”, afirmou.

Se o movimento anda fraco para as vendas, para a locação não é diferente. Na Só à Rigor, locadora de trajes e fantasias de São Bernardo, a época de folia parece não aquecer os negócios. “As pessoas preferem comprar fantasias a alugar”, avalia a atendente Érica Regina.

A opção por comprar fantasias pode ser explicada pelos preços: enquanto um traje pode ser vendido de R$ 14 a R$ 80, o aluguel custa de R$ 16 a R$ 100 por dia. Para Rose Rego, gerente da Rainha das Fantasias, de Santo André, os foliões perderam o costume de se fantasiar no Carnaval. “As pessoas que freqüentam os clubes não ligam para fantasias, e infantil é mais fácil comprar, tem tanta loja que vende para crianças”, avaliou. (Supervisionada por Rita Camacho)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;