Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Marinho entrega obras em 166 casas

Andréa Iseki/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

13/02/2011 | 07:30


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), entregou ontem de manhã obras de requalificação habitacional em 166 casas do conjunto Nova Vila Salvador Arena, no Jardim Petroni. O processo abre caminho para a regularização fundiária dos imóveis, que estão situados em terreno doado pelo cemitério Jardim da Colina.

As casas, construídas em parceria entre a Prefeitura e a Fundação Salvador Arena, foram entregues em 2008. As obras realizadas, e apresentadas ontem, incluem paisagismo, sistema de drenagem e muros de divisa, calçadas e sarjetas.

A secretária de Habitação do município, Tássia Regino, informa que as reformas representam a sexta fase de um conjunto de dez etapas a serem cumpridas até que as famílias recebam as escrituras dos imóveis.

Segundo ela, os próximos estágios são a montagem do plano de regularização, a aprovação do projeto nas esferas municipal e Estadual e, finalmente, a obtenção do documento. A estimativa é de que até o fim do ano o processo esteja concluído.

A titular da Habitação revela que o município ainda tem 261 áreas com moradias em situação irregular. "Estamos executando ações semelhantes a esta em mais 31 áreas. O nosso objetivo é concluir, até o final do mandato (2012), a regularização de todas as residências construídas pelo poder público ou em parceria", garante.

Tássia adianta que, em breve, deverão ser iniciadas as obras de regularização na favela da Colina, onde moram 200 famílias. Dessas, 100 serão encaminhadas para novas unidades, enquanto 56 moradias serão recuperadas. As outras 44 famílias irão para um conjunto no Jardim Silvina.

CRÍTICAS
Durante a cerimônia de entrega, Marinho aproveitou para alfinetar as administrações de seus antecessores. "Nossa gestão, em quatro anos, vai fazer muito mais do que já foi feito nos últimos 30 anos. A Habitação é uma das áreas que terão muitos avanços", cutucou o chefe do Executivo.

São Bernardo entrega 1ª creche prometida para fevereiro 

A entrega da Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) do Jardim Santo Inácio, que foi realizada na tarde de ontem, é a primeira das quatro inaugurações prometidas pelo prefeito Luiz Marinho para este mês de fevereiro.

Juntas, as quatro unidades acrescentarão mais 3.199 vagas para a Educação Infantil. Segundo Marinho, a meta é gerar 16 mil vagas na rede municipal até 2012. O prefeito voltou a prometer também a entrega de todos os sete CEUs (Centros Educacionais Unificados) até o final deste ano.

HOMENAGEM
A administração criou projeto de lei que batiza a Emeb com o nome do cantor de bossa nova Agostinho dos Santos, morto em acidente aéreo na década de 1970. Para que a denominação seja confirmada, deve ser aprovada pela Câmara Municipal.

A sugestão para a escolha do nome de Agostinho partiu do jornalista e colunista do Diário Ademir Médici, que fez lista de pessoas importantes para a região a serem homenageadas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marinho entrega obras em 166 casas

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

13/02/2011 | 07:30


O prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), entregou ontem de manhã obras de requalificação habitacional em 166 casas do conjunto Nova Vila Salvador Arena, no Jardim Petroni. O processo abre caminho para a regularização fundiária dos imóveis, que estão situados em terreno doado pelo cemitério Jardim da Colina.

As casas, construídas em parceria entre a Prefeitura e a Fundação Salvador Arena, foram entregues em 2008. As obras realizadas, e apresentadas ontem, incluem paisagismo, sistema de drenagem e muros de divisa, calçadas e sarjetas.

A secretária de Habitação do município, Tássia Regino, informa que as reformas representam a sexta fase de um conjunto de dez etapas a serem cumpridas até que as famílias recebam as escrituras dos imóveis.

Segundo ela, os próximos estágios são a montagem do plano de regularização, a aprovação do projeto nas esferas municipal e Estadual e, finalmente, a obtenção do documento. A estimativa é de que até o fim do ano o processo esteja concluído.

A titular da Habitação revela que o município ainda tem 261 áreas com moradias em situação irregular. "Estamos executando ações semelhantes a esta em mais 31 áreas. O nosso objetivo é concluir, até o final do mandato (2012), a regularização de todas as residências construídas pelo poder público ou em parceria", garante.

Tássia adianta que, em breve, deverão ser iniciadas as obras de regularização na favela da Colina, onde moram 200 famílias. Dessas, 100 serão encaminhadas para novas unidades, enquanto 56 moradias serão recuperadas. As outras 44 famílias irão para um conjunto no Jardim Silvina.

CRÍTICAS
Durante a cerimônia de entrega, Marinho aproveitou para alfinetar as administrações de seus antecessores. "Nossa gestão, em quatro anos, vai fazer muito mais do que já foi feito nos últimos 30 anos. A Habitação é uma das áreas que terão muitos avanços", cutucou o chefe do Executivo.

São Bernardo entrega 1ª creche prometida para fevereiro 

A entrega da Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) do Jardim Santo Inácio, que foi realizada na tarde de ontem, é a primeira das quatro inaugurações prometidas pelo prefeito Luiz Marinho para este mês de fevereiro.

Juntas, as quatro unidades acrescentarão mais 3.199 vagas para a Educação Infantil. Segundo Marinho, a meta é gerar 16 mil vagas na rede municipal até 2012. O prefeito voltou a prometer também a entrega de todos os sete CEUs (Centros Educacionais Unificados) até o final deste ano.

HOMENAGEM
A administração criou projeto de lei que batiza a Emeb com o nome do cantor de bossa nova Agostinho dos Santos, morto em acidente aéreo na década de 1970. Para que a denominação seja confirmada, deve ser aprovada pela Câmara Municipal.

A sugestão para a escolha do nome de Agostinho partiu do jornalista e colunista do Diário Ademir Médici, que fez lista de pessoas importantes para a região a serem homenageadas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;