Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Meta da Aesa é instalar 100 postos credenciados
por todo o município até o fim do mês de setembro


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

13/09/2015 | 07:00


Usuários do sistema de transporte coletivo de Santo André terão à disposição, a partir de amanhã, 34 pontos para compra e recarga do Bilhete Único Andreense na categoria comum. Trata-se da primeira etapa do projeto Recarrega, elaborado por meio de parceria entre a Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André) e a Prefeitura com o objetivo de oferecer mais segurança e praticidade aos usuários e trabalhadores do sistema e velocidade no embarque dos ônibus.

A estimativa do gerente geral da Aesa, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, é de que cerca de 40 mil passageiros do sistema de transporte coletivo da cidade sejam pagantes em dinheiro atualmente, o correspondente a 20% dos 200 mil passageiros que utilizam ônibus todos os dias. Em contrapartida, a quantidade de pessoas que já têm cartão comum hoje equivale a apenas 5% do total de bilhetes cadastrados, que inclui ainda as categorias vale-transporte, para estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

“Acreditamos que será um ganho importante de qualidade para o usuário tanto na questão da segurança, porque a pessoa não precisará andar com dinheiro, e também na eliminação de tempo do embarque, tendo em vista o aumento de velocidade com a apresentação do cartão na catraca ao invés de aguardar o troco do cobrador”, diz Marcondes.

Conforme explica o gerente geral, a meta é ofertar 100 pontos de recarga e venda de bilhetes estrategicamente espalhados pela cidade até o fim do mês. A lista de estabelecimentos parceiros inclui farmácias, padarias, mercados, restaurantes e casas lotéricas (veja mais acima). “Procuramos distribuir espacialmente os pontos por diversas regiões da cidade para beneficiar a maior parte da população e escolher comércios com horário de funcionamento amplo. Estamos negociando com duas grandes redes de drogarias e uma delas certamente integrará a segunda etapa do projeto”, comemora o gerente geral da Aesa.

A medida, que segue exemplo do Bilhete Único da Capital e também do Cartão BOM (Bilhete de Ônibus Metropolitano), possibilita que o passageiro tenha acesso ao cartão sem precisar comparecer à Aesa, na Avenida Industrial, 600. “Uma das consequências da descentralização é a diminuição do número de pessoas na Aesa, o que proporciona mais qualidade ao atendimento dos demais usuários”, garante Marcondes. Em média, a sede da associação realiza 7.000 atendimentos por mês, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Apenas em caso de problemas operacionais com o cartão, o usuário deve procurar exclusivamente a Aesa.

O passageiro terá à disposição ferramentas que possibilitarão a localização dos pontos de recarga tanto pelos telefones 4435-5409 e 0800 019 1944 quanto nos portais www.santoandre.sp.gov.br, www.aesanet.com.br e no www.dgabc.com.br, onde é possível visualizar os locais exatos em mapa.

O Bilhete Único Andreense dá direito ao usuário de utilizar, no prazo de uma hora e meia, até três linhas diferentes de ônibus para chegar ao seu destino pagando uma única tarifa. Aos fins de semana, o tempo de integração é de duas horas. Não há custo adicional com a aquisição do cartão e nem limite mínimo de recarga. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André ganha 34 pontos de recarga do bilhete único

Meta da Aesa é instalar 100 postos credenciados
por todo o município até o fim do mês de setembro

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

13/09/2015 | 07:00


Usuários do sistema de transporte coletivo de Santo André terão à disposição, a partir de amanhã, 34 pontos para compra e recarga do Bilhete Único Andreense na categoria comum. Trata-se da primeira etapa do projeto Recarrega, elaborado por meio de parceria entre a Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André) e a Prefeitura com o objetivo de oferecer mais segurança e praticidade aos usuários e trabalhadores do sistema e velocidade no embarque dos ônibus.

A estimativa do gerente geral da Aesa, Luiz Marcondes de Freitas Júnior, é de que cerca de 40 mil passageiros do sistema de transporte coletivo da cidade sejam pagantes em dinheiro atualmente, o correspondente a 20% dos 200 mil passageiros que utilizam ônibus todos os dias. Em contrapartida, a quantidade de pessoas que já têm cartão comum hoje equivale a apenas 5% do total de bilhetes cadastrados, que inclui ainda as categorias vale-transporte, para estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

“Acreditamos que será um ganho importante de qualidade para o usuário tanto na questão da segurança, porque a pessoa não precisará andar com dinheiro, e também na eliminação de tempo do embarque, tendo em vista o aumento de velocidade com a apresentação do cartão na catraca ao invés de aguardar o troco do cobrador”, diz Marcondes.

Conforme explica o gerente geral, a meta é ofertar 100 pontos de recarga e venda de bilhetes estrategicamente espalhados pela cidade até o fim do mês. A lista de estabelecimentos parceiros inclui farmácias, padarias, mercados, restaurantes e casas lotéricas (veja mais acima). “Procuramos distribuir espacialmente os pontos por diversas regiões da cidade para beneficiar a maior parte da população e escolher comércios com horário de funcionamento amplo. Estamos negociando com duas grandes redes de drogarias e uma delas certamente integrará a segunda etapa do projeto”, comemora o gerente geral da Aesa.

A medida, que segue exemplo do Bilhete Único da Capital e também do Cartão BOM (Bilhete de Ônibus Metropolitano), possibilita que o passageiro tenha acesso ao cartão sem precisar comparecer à Aesa, na Avenida Industrial, 600. “Uma das consequências da descentralização é a diminuição do número de pessoas na Aesa, o que proporciona mais qualidade ao atendimento dos demais usuários”, garante Marcondes. Em média, a sede da associação realiza 7.000 atendimentos por mês, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Apenas em caso de problemas operacionais com o cartão, o usuário deve procurar exclusivamente a Aesa.

O passageiro terá à disposição ferramentas que possibilitarão a localização dos pontos de recarga tanto pelos telefones 4435-5409 e 0800 019 1944 quanto nos portais www.santoandre.sp.gov.br, www.aesanet.com.br e no www.dgabc.com.br, onde é possível visualizar os locais exatos em mapa.

O Bilhete Único Andreense dá direito ao usuário de utilizar, no prazo de uma hora e meia, até três linhas diferentes de ônibus para chegar ao seu destino pagando uma única tarifa. Aos fins de semana, o tempo de integração é de duas horas. Não há custo adicional com a aquisição do cartão e nem limite mínimo de recarga. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;