Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Suplente, Zulaiê não disfarça a decepção


Sérgio Vieira
Do Diário do Grande ABC

26/07/2006 | 08:08


Desiludida com a política. Essa foi a justificativa da deputada federal Zulaiê Cobra Ribeiro (PSDB) para explicar o fato de ter aberto mão da busca pelo quarto mandato consecutivo e optar pela 1ª suplência do candidato a senador Guilherme Afif Domingos (PFL).

“Depois de três mandatos, a gente tem de deixar que outros valores ocupem o cargo. Além disso, os últimos quatro anos foram muito desgastantes e desmoralizantes. Me senti muito mal no meio de tantos mensaleiros e sanguessugas”, diz a deputada, sem mencionar que pelo menos três parlamentares tucanos estão envolvidos no escândalo da compra superfaturada de ambulâncias.

Zulaiê também admite que está decepcionada com o cargo que disputará em outubro. “Estou frustrada. Lutei um ano e meio para ser a candidata a senadora e não consegui. Fizeram a coligação com o PFL e achei que iam dar a vice de Serra (ocupada pelo deputado tucano Alberto Goldman) para eles, mas não foi o que aconteceu. Eu queria ficar com a vaga do Senado.”

A obsessão pelo cargo, porém, continua. Ela já admite disputar o Senado em 2010, quando serão ocupadas duas cadeiras. “Não abro mão do Senado. Deus ainda vai me dar por linhas tortas.”

Ela não poupou críticas aos próprios deputados, que, em sua opinião, foram complacentes com as atitudes do governo federal. “Houve um desgaste muito grande do governo Lula em relação aos parlamentares. Os dois presidentes da Câmara – João Paulo Cunha, do PT, e Aldo Rebelo, do PCdoB – foram os piores que já estiveram no Parlamento.”

Mesmo ciente de que ficará temporariamente fora da vitrine política, Zulaiê não descartou ocupar um cargo de primeiro escalão em eventual vitória de Geraldo Alckmin à Presidência. “O Fernando Henrique Cardoso não gostava de chamar para ministro quem era deputado federal. E eu estou seguindo as instruções. Posso ser de governo sem ser parlamentar.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;