Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Hacker que aplicou golpe de US$ 15 milhões nos EUA é preso


Do Diário OnLine
Com Agências

20/10/2005 | 13:54


A Polícia Federal de São José do Rio Preto prendeu nesta quarta-feira, em Piracicaba, interior de São Paulo, o hacker Wellington Tramontelli, 31 anos — procurado pelo FBI (Departamento de investigação dos Estados Unidos). Morador de Araras, ele é acusado de copiar ilegalmente um software de uma empresa norte-americana que é vendido nos Estados Unidos, causando um prejuízo de US$ 15 milhões a empresa de tecnologia.

No Brasil, o hacker vendia os produtos pela Internet. As investigações duraram cerca de quatro meses. Na casa de Tramontelli, em Araras, foram apreendidos três computadores, vários CDs e disquetes e cópias de dois programas piratas feitos por uma empresa japonesa.

O hacker está preso em Piracicaba e será transferido para São José do Rio Preto. Ele vai responder por crime de violação de direitos autorais. A pena é de um a quatro anos de prisão, além de multa. As empresas que compraram o produto do hacker brasileira também serão condenadas, pois compra de produtos pirateados é crime.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Hacker que aplicou golpe de US$ 15 milhões nos EUA é preso

Do Diário OnLine
Com Agências

20/10/2005 | 13:54


A Polícia Federal de São José do Rio Preto prendeu nesta quarta-feira, em Piracicaba, interior de São Paulo, o hacker Wellington Tramontelli, 31 anos — procurado pelo FBI (Departamento de investigação dos Estados Unidos). Morador de Araras, ele é acusado de copiar ilegalmente um software de uma empresa norte-americana que é vendido nos Estados Unidos, causando um prejuízo de US$ 15 milhões a empresa de tecnologia.

No Brasil, o hacker vendia os produtos pela Internet. As investigações duraram cerca de quatro meses. Na casa de Tramontelli, em Araras, foram apreendidos três computadores, vários CDs e disquetes e cópias de dois programas piratas feitos por uma empresa japonesa.

O hacker está preso em Piracicaba e será transferido para São José do Rio Preto. Ele vai responder por crime de violação de direitos autorais. A pena é de um a quatro anos de prisão, além de multa. As empresas que compraram o produto do hacker brasileira também serão condenadas, pois compra de produtos pirateados é crime.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;