Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Conheça os 'oscarizáveis


Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

10/01/2006 | 08:23


Ainda há dois meses pela frente, mas se você quiser adiantar-se e saber em quem apostar no bolão para o Oscar 2006 (programado para 5 de março), bons esboços já estão expostos. O principal é o Globo de Ouro, organizado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood e cuja 63ª edição ocorre na próxima segunda-feira (dia 16), com transmissão ao vivo pelo SBT, a partir das 22h30 (horário de Brasília). Tradicionalmente dividido em gêneros (drama e comédia/musical), o Globo de Ouro não deve descarrilar do favoritismo, este ano para Brokeback Mountain – Um Amor Proibido, filme novo de Ang Lee sobre dois caubóis que dividem muito mais que as cavalgadas diárias. Indicado a sete Globo de Ouro, o drama homossexual é candidato a soberano do ano nas premiações.

Má notícia para Fernando Meirelles, o cineasta paulista e autor de O Jardineiro Fiel, que concorre a melhor filme dramático, melhor diretor e melhor atriz coadjuvante (Rachel Weisz). Lee e Meirelles, chinês e brasileiro, dois estrangeiros absorvendo a narrativa clássica, tomada como regra hollywoodiana, a seu modo e promovendo no sistema circulatório de seu organismo várias infecções de cunho ético: a subversão sexual de Brokeback e o questionamento corporativo-moral de Jardineiro.

A favor do cineasta chinês e da respectiva produção, conspira o fato de já ter ganhado o Globo de Ouro, em 2000, por O Tigre e o Dragão, a sua indicação para o Directors Guild of America (Sindicato dos Diretores da América, no qual também é queridinho) e a sua preferência entre as principais associações de críticos dos Estados Unidos, a destacar as de Nova York, Los Angeles e o National Board of Review (Conselho Nacional de Crítica). A propósito, são raros os grêmios críticos de relevância que destoam da conspiração Brokeback Mountain. Nota para a Associação de Toronto, que pretere Ang Lee para festejar o canadense David Cronenberg e seu Marcas da Violência. Não é questão de ufanismo; o filme é bom mesmo, inclusive na sua consciência sobre o estado de coisas nas estruturas íntimas (família e crime organizado) dos Estados Unidos.

Salvo improváveis surpresas, não há Spielberg (Munique), Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte) ou Woody Allen (Match Point) capazes de atormentar o sono de Lee. Entre os atores, sobressaltos parecem igualmente descartados, com Philip Seymour Hoffman no cume, por sua interpretação do escritor Truman Capote no biográfico Capote, de Bennett Miller. Há anos que o ator-amuleto de Paul Thomas Anderson (Boogie Nights, Magnólia) tem despertado a atenção e só agora foi considerado digno de uma indicação. Para o Oscar – cujos finalistas serão anunciados no próximo dia 31 –, sua nomeação é certa, quase tanto quanto sua premiação, ameaçada talvez por Heath Ledger (Brokeback Mountain) e Joaquin Phoenix, que revive o cantor country Johnny Cash em Johnny e June; em menor grau por David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte); e, mesmo que remotamente, por Johnny Depp (A Fantástica Fábrica de Chocolate) e Russell Crowe (A Luta pela Esperança).

Parece questão de tempo para Hoffman colocar os dedos no careca de ouro, inclusive pela indicação para o Screen Actors Guild (Sindicato dos Atores de Cinema). No setor feminino, prevalece o equilíbrio. Reese Witherspoon, que incorpora a senhora Johnny Cash em Johnny e June, e Felicity Huffman, que interpreta um transexual de meia-idade em Transamérica, estão à frente da poeira rumo ao Oscar. Pelo retrovisor, divisam concorrentes como Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa), Charlize Theron (Terra Fria), a veterana Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta), Maria Bello (Marcas da Violência) e Laura Linney (A Lula e a Baleia). Façam suas apostas, porque a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, entidade que organiza e distribui os Oscar, já parece ter feito as dela.

Os candidatos

63º Globo de Ouro
Cerimônia: 16 de janeiro

Indicados
Melhor filme (drama)
Boa Noite, e Boa Sorte
Brokeback Mountain – Um Amor Proibido
O Jardineiro Fiel
Marcas da Violência
Match Point

Melhor filme (comédia ou musical)
Johnny e June
A Lula e a Baleia
Orgulho e Preconceito
Os Produtores
Sra. Henderson Apresenta

Melhor diretor
Ang Lee (Brokeback Mountain)
Fernando Meirelles (O Jardineiro Fiel)
George Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte)
Peter Jackson (King Kong)
Steven Spielberg (Munique)
Woody Allen (Match Point)

Melhor ator (drama)
David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte)
Heath Ledger (Brokeback Mountain)
Philip Seymour Hoffman (Capote)
Russell Crowe (A Luta pela Esperança)
Terrence Howard (Ritmo de um Sonho)

Melhor ator (comédia ou musical)
Cillian Murphy (Café da Manhã em Plutão)
Jeff Daniels (A Lula e a Baleia)
Joaquin Phoenix (Johnny e June)
Johnny Depp (A Fantástica Fábrica de Chocolate)
Nathan Lane (Os Produtores)
Pierce Brosnan (O Matador)

Melhor atriz (drama)
Charlize Theron (Terra Fria)
Felicity Huffman (Transamerica)
Gwyneth Paltrow (Proof)
Maria Bello (Marcas da Violência)
Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa)

Melhor atriz (comédia ou musical)
Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta)
Keira Knightley (Orgulho e Preconceito)
Laura Linney (A Lula e a Baleia)
Reese Witherspoon (Johnny e June)
Sarah Jessica Parker (Tudo em Família)

58º Directors Guild of America
Cerimônia: 28 de janeiro

Indicados
Ang Lee (Brokeback Mountain)
Bennett Miller (Capote)
George Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte)
Paul Haggis (Crash – No Limite)
Steven Spielberg (Munique)

12º Screen Actors Guild
Cerimônia: 29 de janeiro

Indicados
Melhor ator

David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte)
Heath Ledger (Brokeback Mountain)
Joaquin Phoenix (Johnny e June)
Philip Seymour Hoffman (Capote)
Russell Crowe (A Luta pela Esperança)

Melhor atriz
Charlize Theron (Terra Fria)
Felicity Huffman (Transamérica)
Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta)
Reese Witherspoon (Johnny e June)
Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa)

 


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Conheça os 'oscarizáveis

Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

10/01/2006 | 08:23


Ainda há dois meses pela frente, mas se você quiser adiantar-se e saber em quem apostar no bolão para o Oscar 2006 (programado para 5 de março), bons esboços já estão expostos. O principal é o Globo de Ouro, organizado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood e cuja 63ª edição ocorre na próxima segunda-feira (dia 16), com transmissão ao vivo pelo SBT, a partir das 22h30 (horário de Brasília). Tradicionalmente dividido em gêneros (drama e comédia/musical), o Globo de Ouro não deve descarrilar do favoritismo, este ano para Brokeback Mountain – Um Amor Proibido, filme novo de Ang Lee sobre dois caubóis que dividem muito mais que as cavalgadas diárias. Indicado a sete Globo de Ouro, o drama homossexual é candidato a soberano do ano nas premiações.

Má notícia para Fernando Meirelles, o cineasta paulista e autor de O Jardineiro Fiel, que concorre a melhor filme dramático, melhor diretor e melhor atriz coadjuvante (Rachel Weisz). Lee e Meirelles, chinês e brasileiro, dois estrangeiros absorvendo a narrativa clássica, tomada como regra hollywoodiana, a seu modo e promovendo no sistema circulatório de seu organismo várias infecções de cunho ético: a subversão sexual de Brokeback e o questionamento corporativo-moral de Jardineiro.

A favor do cineasta chinês e da respectiva produção, conspira o fato de já ter ganhado o Globo de Ouro, em 2000, por O Tigre e o Dragão, a sua indicação para o Directors Guild of America (Sindicato dos Diretores da América, no qual também é queridinho) e a sua preferência entre as principais associações de críticos dos Estados Unidos, a destacar as de Nova York, Los Angeles e o National Board of Review (Conselho Nacional de Crítica). A propósito, são raros os grêmios críticos de relevância que destoam da conspiração Brokeback Mountain. Nota para a Associação de Toronto, que pretere Ang Lee para festejar o canadense David Cronenberg e seu Marcas da Violência. Não é questão de ufanismo; o filme é bom mesmo, inclusive na sua consciência sobre o estado de coisas nas estruturas íntimas (família e crime organizado) dos Estados Unidos.

Salvo improváveis surpresas, não há Spielberg (Munique), Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte) ou Woody Allen (Match Point) capazes de atormentar o sono de Lee. Entre os atores, sobressaltos parecem igualmente descartados, com Philip Seymour Hoffman no cume, por sua interpretação do escritor Truman Capote no biográfico Capote, de Bennett Miller. Há anos que o ator-amuleto de Paul Thomas Anderson (Boogie Nights, Magnólia) tem despertado a atenção e só agora foi considerado digno de uma indicação. Para o Oscar – cujos finalistas serão anunciados no próximo dia 31 –, sua nomeação é certa, quase tanto quanto sua premiação, ameaçada talvez por Heath Ledger (Brokeback Mountain) e Joaquin Phoenix, que revive o cantor country Johnny Cash em Johnny e June; em menor grau por David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte); e, mesmo que remotamente, por Johnny Depp (A Fantástica Fábrica de Chocolate) e Russell Crowe (A Luta pela Esperança).

Parece questão de tempo para Hoffman colocar os dedos no careca de ouro, inclusive pela indicação para o Screen Actors Guild (Sindicato dos Atores de Cinema). No setor feminino, prevalece o equilíbrio. Reese Witherspoon, que incorpora a senhora Johnny Cash em Johnny e June, e Felicity Huffman, que interpreta um transexual de meia-idade em Transamérica, estão à frente da poeira rumo ao Oscar. Pelo retrovisor, divisam concorrentes como Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa), Charlize Theron (Terra Fria), a veterana Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta), Maria Bello (Marcas da Violência) e Laura Linney (A Lula e a Baleia). Façam suas apostas, porque a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, entidade que organiza e distribui os Oscar, já parece ter feito as dela.

Os candidatos

63º Globo de Ouro
Cerimônia: 16 de janeiro

Indicados
Melhor filme (drama)
Boa Noite, e Boa Sorte
Brokeback Mountain – Um Amor Proibido
O Jardineiro Fiel
Marcas da Violência
Match Point

Melhor filme (comédia ou musical)
Johnny e June
A Lula e a Baleia
Orgulho e Preconceito
Os Produtores
Sra. Henderson Apresenta

Melhor diretor
Ang Lee (Brokeback Mountain)
Fernando Meirelles (O Jardineiro Fiel)
George Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte)
Peter Jackson (King Kong)
Steven Spielberg (Munique)
Woody Allen (Match Point)

Melhor ator (drama)
David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte)
Heath Ledger (Brokeback Mountain)
Philip Seymour Hoffman (Capote)
Russell Crowe (A Luta pela Esperança)
Terrence Howard (Ritmo de um Sonho)

Melhor ator (comédia ou musical)
Cillian Murphy (Café da Manhã em Plutão)
Jeff Daniels (A Lula e a Baleia)
Joaquin Phoenix (Johnny e June)
Johnny Depp (A Fantástica Fábrica de Chocolate)
Nathan Lane (Os Produtores)
Pierce Brosnan (O Matador)

Melhor atriz (drama)
Charlize Theron (Terra Fria)
Felicity Huffman (Transamerica)
Gwyneth Paltrow (Proof)
Maria Bello (Marcas da Violência)
Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa)

Melhor atriz (comédia ou musical)
Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta)
Keira Knightley (Orgulho e Preconceito)
Laura Linney (A Lula e a Baleia)
Reese Witherspoon (Johnny e June)
Sarah Jessica Parker (Tudo em Família)

58º Directors Guild of America
Cerimônia: 28 de janeiro

Indicados
Ang Lee (Brokeback Mountain)
Bennett Miller (Capote)
George Clooney (Boa Noite, e Boa Sorte)
Paul Haggis (Crash – No Limite)
Steven Spielberg (Munique)

12º Screen Actors Guild
Cerimônia: 29 de janeiro

Indicados
Melhor ator

David Strathairn (Boa Noite, e Boa Sorte)
Heath Ledger (Brokeback Mountain)
Joaquin Phoenix (Johnny e June)
Philip Seymour Hoffman (Capote)
Russell Crowe (A Luta pela Esperança)

Melhor atriz
Charlize Theron (Terra Fria)
Felicity Huffman (Transamérica)
Judi Dench (Sra. Henderson Apresenta)
Reese Witherspoon (Johnny e June)
Zhang Ziyi (Memórias de uma Gueixa)

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;