Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Eduardo Sterblitch
prega louvor ao humor

Divulgação/Band Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Comediante traz ao palco de São Caetano
espetáculo do personagem Poderoso Castiga


Luís Felipe Soares

18/02/2014 | 07:00


Desde 2007 como integrante da versão televisiva do Pânico, Eduardo Sterblitch tem conquistado cada vez mais espaço na atração. As participações secundárias, como nas reportagens realizadas pelo repórter César Polvilho e as bizarras situações vividas pelo Ursinho Gente Fina, já são coisa do passado. Hoje, o carioca de 27 – e as personalidades que desenvolve – é uma das principais armas do programa na briga pela audiência nas noites de domingo.

“Arrisco dizer que não sou eu que escolho os personagens. São eles que me escolhem. Quando menos se espera, nasce uma ideia”, explica o comediante, que estourou graças às ações do impagável Freddie Mercury Prateado. “A inspiração é uma coisa doida. Ela surge assim de repente. Vem muito do cotidiano. O meu dia a dia está recheado de tipos interessantes. É mais um exercício de observação.”

A ótima fase de Sterblitch continua graças ao apelo popular de sua mais recente criação: o polêmico Poderoso Castiga. Sem papas na língua no talk show que comanda dentro do Pânico da Band, ele não tem medo de colocar seus convidados – personalidades de meios como música, televisão e internet – contra a parede. Independentemente do que ocorra, ele sempre avalia sua situação como “mais ou menos”.

NO PALCO

O personagem volta às raízes como figura religiosa (uma vez que nasceu durante sessões non-sense de exorcismo durante paródia do programa de Marcelo Rezende) com o espetáculo Poderoso Castiga & Banda, que chega a São Caetano no sábado. A sessão marcada para as 21h está quase esgotada e uma exibição extra, a partir das 18h, foi aberta. Os ingressos, que custam entre R$ 40 e R$ 80, estão à venda no local ou por meio dos sites Compre Ingressos (www.compreingressos.com), Bilheteria Rápida (www.bilheteriarapida.com.br) e Bilheteria Express (www.bilheteriaexpress.com.br).

Em cima de um púlpito, o artista aborda temas diversos em um grande culto. A liberdade do palco para o texto faz com que o pregador falastrão quase não tenha limites. “As pessoas podem esperar tudo e mais um pouco. O espetáculo é uma grande surpresa. Não tem os filtros impostos pela televisão, então tudo pode acontecer. O Poderoso convida a todos para a celebração de suas maluquices”, diz, ressaltando que a montagem do show é uma maneira de deixar o personagem mais próximo do público. A trilha sonora ao vivo é comandada pelo guitarrista Marcinho Eiras e conta com a banda You Guys, além de um coral.

Segundo Sterblitch, brincar com religião é um dos papéis do humor. “Acho muito bacana as pessoas se espiritualizarem em busca de respostas sobre a existência humana. Complica quando aparece uma galera que se leva a sério demais. Isso é um prato cheio para fazer comédia. O humor tem este papel de dar uma sacudida em verdades absolutas. De fazer rir para fazer pensar.” O louvor do carioca é em prol do desafio de fazer rir.

Poderoso Castiga & Banda – Teatro. Sábado, às 18h e 21h. No Teatro Paulo Machado de Carvalho – Alameda Conde de Porto Alegre, 840, São Caetano. Tel.: 4220-3924. Ingr.: R$ 40 a R$ 80. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eduardo Sterblitch
prega louvor ao humor

Comediante traz ao palco de São Caetano
espetáculo do personagem Poderoso Castiga

Luís Felipe Soares

18/02/2014 | 07:00


Desde 2007 como integrante da versão televisiva do Pânico, Eduardo Sterblitch tem conquistado cada vez mais espaço na atração. As participações secundárias, como nas reportagens realizadas pelo repórter César Polvilho e as bizarras situações vividas pelo Ursinho Gente Fina, já são coisa do passado. Hoje, o carioca de 27 – e as personalidades que desenvolve – é uma das principais armas do programa na briga pela audiência nas noites de domingo.

“Arrisco dizer que não sou eu que escolho os personagens. São eles que me escolhem. Quando menos se espera, nasce uma ideia”, explica o comediante, que estourou graças às ações do impagável Freddie Mercury Prateado. “A inspiração é uma coisa doida. Ela surge assim de repente. Vem muito do cotidiano. O meu dia a dia está recheado de tipos interessantes. É mais um exercício de observação.”

A ótima fase de Sterblitch continua graças ao apelo popular de sua mais recente criação: o polêmico Poderoso Castiga. Sem papas na língua no talk show que comanda dentro do Pânico da Band, ele não tem medo de colocar seus convidados – personalidades de meios como música, televisão e internet – contra a parede. Independentemente do que ocorra, ele sempre avalia sua situação como “mais ou menos”.

NO PALCO

O personagem volta às raízes como figura religiosa (uma vez que nasceu durante sessões non-sense de exorcismo durante paródia do programa de Marcelo Rezende) com o espetáculo Poderoso Castiga & Banda, que chega a São Caetano no sábado. A sessão marcada para as 21h está quase esgotada e uma exibição extra, a partir das 18h, foi aberta. Os ingressos, que custam entre R$ 40 e R$ 80, estão à venda no local ou por meio dos sites Compre Ingressos (www.compreingressos.com), Bilheteria Rápida (www.bilheteriarapida.com.br) e Bilheteria Express (www.bilheteriaexpress.com.br).

Em cima de um púlpito, o artista aborda temas diversos em um grande culto. A liberdade do palco para o texto faz com que o pregador falastrão quase não tenha limites. “As pessoas podem esperar tudo e mais um pouco. O espetáculo é uma grande surpresa. Não tem os filtros impostos pela televisão, então tudo pode acontecer. O Poderoso convida a todos para a celebração de suas maluquices”, diz, ressaltando que a montagem do show é uma maneira de deixar o personagem mais próximo do público. A trilha sonora ao vivo é comandada pelo guitarrista Marcinho Eiras e conta com a banda You Guys, além de um coral.

Segundo Sterblitch, brincar com religião é um dos papéis do humor. “Acho muito bacana as pessoas se espiritualizarem em busca de respostas sobre a existência humana. Complica quando aparece uma galera que se leva a sério demais. Isso é um prato cheio para fazer comédia. O humor tem este papel de dar uma sacudida em verdades absolutas. De fazer rir para fazer pensar.” O louvor do carioca é em prol do desafio de fazer rir.

Poderoso Castiga & Banda – Teatro. Sábado, às 18h e 21h. No Teatro Paulo Machado de Carvalho – Alameda Conde de Porto Alegre, 840, São Caetano. Tel.: 4220-3924. Ingr.: R$ 40 a R$ 80. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;