Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Fornecedora é alvo do MP por fraude em 11 municípios

Excel 3000, contratada pela Prefeitura são-bernardense por R$ 13 mi, é acusada de burlar editais


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

24/03/2014 | 06:54


Mais uma fornecedora da Prefeitura de São Bernardo está no centro de investigação do Ministério Público por fraude a licitações e formação de quadrilha. A empresa Excel 3000 Materiais e Serviços Ltda é apontada pelo Gedec (Grupo Especial de Delitos Econômicos), do MP, como integrante de cartel que burlou editais em 11 municípios do Estado. A companhia venceu, em janeiro, concorrência em São Bernardo para entregar material escolar, ao valor de R$ 13 milhões ao ano.

Semana passada dois representantes da Excel 3000, que tem sede no Rio de Janeiro, foram formalmente denunciados pelo MP por formação de quadrilha e crimes de fraude à licitação, corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro. O grupo ainda envolve as empresas 11A Uniformes, Ducontex, SS Silveira e Nilcatex Têxtil.

A investigação nas 11 cidades pode prenunciar mesmo modelo de apuração dos uniformes em São Bernardo. Foi em Londrina que donos das empresas Capricórnio e G8 foram indiciados por fraudar licitação com atas de registro de preço praticadas em São Bernardo.

Os funcionários da Excel 3000, segundo a investigação, atuaram de maneira direta ao lado de outras 14 pessoas para dirigir certames nas cidades de Ibitinga, Osasco, Paranaguá, Jaguariúna, Bertioga, Itapevi, Guarujá, Sumaré, Vinhedo, Itupeva e Registo. Havia, de acordo com o MP, rodízio entre essas companhias, com combinação de preços antes da realização dos pregões e com consentimento de servidores.

O Gedec apontou valores praticados até 20% acima do mercado nos contratos firmados com os municípios entre 2005 e 2011.

Em 2010, a Excel 3000 venceu licitação no governo de Luiz Marinho (PT) para fornecer material escolar à rede municipal. Pelo contrato firmado em 22 de janeiro daquele ano, a companhia recebeu R$ 1,7 milhão.

A Excel 3000 retornou à lista de fornecedores da administração Marinho neste ano para distribuir kits escolares aos alunos. Vai receber pelo serviço anual R$ 13 milhões.

O contrato entre a Excel 3000 e São Bernardo já foi encaminhado ao Gaeco ABC (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), pelas mãos do vereador Pery Cartola (Solidariedade).

A gestão Marinho não se posicionou sobre o caso.
 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;