Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Quércia ainda não sabe quem o PMDB irá apoiar


Do Diário OnLine

01/10/2006 | 12:07


O candidato do governo de São Paulo Orestes Quércia (PMDB) votou na manhã deste domingo no Colégio Sabóia de Madeiros, em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo. Ele estava acompanhado da candidata ao Senado do seu partido, Alda Marco Antonio.

Praticamente fora de um segundo turno, de acordo com as pesquisas de intenção de voto, Quércia foi basicamente questionado por jornalistas sobre quem o PMDB irá apoiar no suposto segundo turno das eleições para Presidente da República. “Se o PMDB decidir por ser governo, vai ser governo. Se decidir por ser oposição, vai ser oposição”, disse o ex-governador de São Paulo.

Pessoalmente, Quércia ficou em cima do muro. “Eu sempre disse que queria esperar a apuração dos votos. Para presidente, é difícil dizer agora. Não tenho essa definição, vamos ter que esperar o resultado para definir nos próximos dias”, disse.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Quércia ainda não sabe quem o PMDB irá apoiar

Do Diário OnLine

01/10/2006 | 12:07


O candidato do governo de São Paulo Orestes Quércia (PMDB) votou na manhã deste domingo no Colégio Sabóia de Madeiros, em Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo. Ele estava acompanhado da candidata ao Senado do seu partido, Alda Marco Antonio.

Praticamente fora de um segundo turno, de acordo com as pesquisas de intenção de voto, Quércia foi basicamente questionado por jornalistas sobre quem o PMDB irá apoiar no suposto segundo turno das eleições para Presidente da República. “Se o PMDB decidir por ser governo, vai ser governo. Se decidir por ser oposição, vai ser oposição”, disse o ex-governador de São Paulo.

Pessoalmente, Quércia ficou em cima do muro. “Eu sempre disse que queria esperar a apuração dos votos. Para presidente, é difícil dizer agora. Não tenho essa definição, vamos ter que esperar o resultado para definir nos próximos dias”, disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;