Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dib não quer acordo sobre déficit de vagas em creches


Eduardo Merli
Do Diário do Grande ABC

31/12/2003 | 15:07


  O prefeito William Dib (PSB) disse que não pretende conversar com o MP (Ministério Público) para chegar a um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) sobre a ação movida contra a Prefeitura em virtude do déficit de oito mil vagas em creches no município. A possibilidade do acordo foi comentada pela assessora do prefeito, Marlene Zola, na época em que o Diário fazia uma reportagem sobre a perda temporária do selo prefeito Criança da Abrinq – prêmio destinado a prefeitos que investem em ações pela criança – em virtude do processo pedindo a oferta de vagas às crianças.

A Prefeitura sustenta que o déficit nas creches caiu de oito mil, quando foi proposta a ação pela Promotoria, para cinco mil atualmente. “Eu quero até março chegar a duas mil vagas, vamos ver se a gente vai chegar”, disse o prefeito William Dib, referindo-se ao planejamento de 2004.

Atualmente, a administração realiza convênios com entidades sem fins lucrativos para que elas ofereçam as vagas que a Prefeitura não criou no passado. “Neste final de ano (2003), vou assinar 10 convênios,” disse o prefeito.

O secretário de Educação e Cultura, Admir Ferro, disse que a parceria com as entidades sem fins lucrativos da cidade deverá reduzir o déficit para duas ou três mil vagas em 2004. “Para o ano de 2004, queremos reduzir isso para talvez duas mil ou três mil vagas. Estamos tentando diminuir ano a ano como todas as outras cidades têm tentado fazer”, disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dib não quer acordo sobre déficit de vagas em creches

Eduardo Merli
Do Diário do Grande ABC

31/12/2003 | 15:07


  O prefeito William Dib (PSB) disse que não pretende conversar com o MP (Ministério Público) para chegar a um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) sobre a ação movida contra a Prefeitura em virtude do déficit de oito mil vagas em creches no município. A possibilidade do acordo foi comentada pela assessora do prefeito, Marlene Zola, na época em que o Diário fazia uma reportagem sobre a perda temporária do selo prefeito Criança da Abrinq – prêmio destinado a prefeitos que investem em ações pela criança – em virtude do processo pedindo a oferta de vagas às crianças.

A Prefeitura sustenta que o déficit nas creches caiu de oito mil, quando foi proposta a ação pela Promotoria, para cinco mil atualmente. “Eu quero até março chegar a duas mil vagas, vamos ver se a gente vai chegar”, disse o prefeito William Dib, referindo-se ao planejamento de 2004.

Atualmente, a administração realiza convênios com entidades sem fins lucrativos para que elas ofereçam as vagas que a Prefeitura não criou no passado. “Neste final de ano (2003), vou assinar 10 convênios,” disse o prefeito.

O secretário de Educação e Cultura, Admir Ferro, disse que a parceria com as entidades sem fins lucrativos da cidade deverá reduzir o déficit para duas ou três mil vagas em 2004. “Para o ano de 2004, queremos reduzir isso para talvez duas mil ou três mil vagas. Estamos tentando diminuir ano a ano como todas as outras cidades têm tentado fazer”, disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;