Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

União Barbarense quer os menores no estádio


Do Diário do Grande ABC
Com Agências

17/03/2001 | 00:05


Enquanto o técnico Celso Roth pede esforço máximo aos atletas do Palmeiras para, juntos, tentarem tirar o clube da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista, no adversário deste domingo, União Barbarense, a diretoria pediu aos vereadores Darci Simões Bueno e Inácio Luís Souto, ambos do PSDB, que intercedessem junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo para tentar liberar a entrada de menores de idade no estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D’Oeste. Por falta de segurança, a Justiça permite que apenas maiores de 18 anos entrem no local. A esperança do clube é conseguir isso já amanhã, no jogo com o alviverde.

Os vereadores repassaram a missão para o deputado estadual Vanderlei Macris (PSDB), presidente da Assembléia Legislativa, que solicitou a liberação ao 1º vice-presidente do Tribunal, Álvaro Lazarini. O jurista está analisando o caso e deve se pronunciar o mais rápido possível. Se a decisão for favorável ao clube, pode ser anunciada momentos antes do jogo de amanhã, que mesmo assim, os menores poderão entrar no estádio.

Além desse caso, o Tribunal terá mais um processo do Barbarense para analisar. O advogado do clube, Marco Antônio Pizzolato, entrou com um mandado de segurança em nome de um menor de idade para garantir a presença dele no jogo. “Nossa intenção é que todos os lados sejam ouvidos. Não há porque impedir a entrada se a Polícia Militar nos deu um laudo favorável e a juíza se baseia no laudo do Corpo de Bombeiros”, afirmou Pizzolato.

Enquanto isso, o técnico Luís Carlos Martins tem apenas uma dúvida para armar o time. Ele não sabe se mantém o esquema 3-5-2 ou usa o tradicional 4-4-2. “O Palmeiras é um time rápido e posso variar. Ainda não sei qual vamos usar”, disse o treinador, que tenta melhorar a colocação do Barbarense no Paulistão – está em 12º lugar, com nove pontos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

União Barbarense quer os menores no estádio

Do Diário do Grande ABC
Com Agências

17/03/2001 | 00:05


Enquanto o técnico Celso Roth pede esforço máximo aos atletas do Palmeiras para, juntos, tentarem tirar o clube da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista, no adversário deste domingo, União Barbarense, a diretoria pediu aos vereadores Darci Simões Bueno e Inácio Luís Souto, ambos do PSDB, que intercedessem junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo para tentar liberar a entrada de menores de idade no estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, em Santa Bárbara D’Oeste. Por falta de segurança, a Justiça permite que apenas maiores de 18 anos entrem no local. A esperança do clube é conseguir isso já amanhã, no jogo com o alviverde.

Os vereadores repassaram a missão para o deputado estadual Vanderlei Macris (PSDB), presidente da Assembléia Legislativa, que solicitou a liberação ao 1º vice-presidente do Tribunal, Álvaro Lazarini. O jurista está analisando o caso e deve se pronunciar o mais rápido possível. Se a decisão for favorável ao clube, pode ser anunciada momentos antes do jogo de amanhã, que mesmo assim, os menores poderão entrar no estádio.

Além desse caso, o Tribunal terá mais um processo do Barbarense para analisar. O advogado do clube, Marco Antônio Pizzolato, entrou com um mandado de segurança em nome de um menor de idade para garantir a presença dele no jogo. “Nossa intenção é que todos os lados sejam ouvidos. Não há porque impedir a entrada se a Polícia Militar nos deu um laudo favorável e a juíza se baseia no laudo do Corpo de Bombeiros”, afirmou Pizzolato.

Enquanto isso, o técnico Luís Carlos Martins tem apenas uma dúvida para armar o time. Ele não sabe se mantém o esquema 3-5-2 ou usa o tradicional 4-4-2. “O Palmeiras é um time rápido e posso variar. Ainda não sei qual vamos usar”, disse o treinador, que tenta melhorar a colocação do Barbarense no Paulistão – está em 12º lugar, com nove pontos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;