Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Verdão dará aumento salarial para segurar Pierre


Das Agências

04/08/2009 | 07:00


O Palmeiras vai oferecer reajuste salarial para o volante Pierre permanecer no Palestra Itália. O jogador tem proposta do Al Shabab, dos Emirados Árabes, e a diretoria tenta segurá-lo até o final do ano. "Não queremos perder peças importantes como ele (Pierre)", declarou o vice-presidente Gilberto Cipullo.

"Adoraria ficar no Palmeiras, mas estou com 27 anos e preciso pensar no futuro da minha família", afirmou o volante, seduzido pela milionária proposta que recebeu.

Estava marcado para ontem a reunião com a cúpula do Verdão para tratar do assunto, mas a conversa foi adiada para hoje. "O empresário do Pierre ficou de trazer a proposta do do futebol árabe. Pelos valores que falaram por aí - 1,5 milhão de euros, cerca de R$ 4 milhões -, nem começaremos a conversar", disse Cipullo.

Membros da oposição alardeavam que o motivo de a diretoria não vender o atleta é meramente financeiro, já que ao clube a parcela do negócio seria de apenas 15%. A maior parte ficaria com a Traffic.

Um dos atletas mais experientes do time, o também volante Edmílson aconselhou o jogador a não ir para a Arábia, e que ir é pedir para ser esquecido. "Se fosse ele, não abriria mão de construir novos sonhos no Palmeiras para arriscar fora", disse Edmílson.

PAREDÃO - A boa fase do Alviverde, líder do Brasileiro com 34 pontos, pode ser explicada pelo desempenho da defesa, a menos vazada com apenas 14 gols sofridos. O setor, que era o principal problema nos últimos anos, agora é arma para conquista do título nacional. "Até brinquei com o Marcão sobre isso. Disse que a bola nem chega mais nele", declarou o zagueiro Maurício Ramos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Verdão dará aumento salarial para segurar Pierre

Das Agências

04/08/2009 | 07:00


O Palmeiras vai oferecer reajuste salarial para o volante Pierre permanecer no Palestra Itália. O jogador tem proposta do Al Shabab, dos Emirados Árabes, e a diretoria tenta segurá-lo até o final do ano. "Não queremos perder peças importantes como ele (Pierre)", declarou o vice-presidente Gilberto Cipullo.

"Adoraria ficar no Palmeiras, mas estou com 27 anos e preciso pensar no futuro da minha família", afirmou o volante, seduzido pela milionária proposta que recebeu.

Estava marcado para ontem a reunião com a cúpula do Verdão para tratar do assunto, mas a conversa foi adiada para hoje. "O empresário do Pierre ficou de trazer a proposta do do futebol árabe. Pelos valores que falaram por aí - 1,5 milhão de euros, cerca de R$ 4 milhões -, nem começaremos a conversar", disse Cipullo.

Membros da oposição alardeavam que o motivo de a diretoria não vender o atleta é meramente financeiro, já que ao clube a parcela do negócio seria de apenas 15%. A maior parte ficaria com a Traffic.

Um dos atletas mais experientes do time, o também volante Edmílson aconselhou o jogador a não ir para a Arábia, e que ir é pedir para ser esquecido. "Se fosse ele, não abriria mão de construir novos sonhos no Palmeiras para arriscar fora", disse Edmílson.

PAREDÃO - A boa fase do Alviverde, líder do Brasileiro com 34 pontos, pode ser explicada pelo desempenho da defesa, a menos vazada com apenas 14 gols sofridos. O setor, que era o principal problema nos últimos anos, agora é arma para conquista do título nacional. "Até brinquei com o Marcão sobre isso. Disse que a bola nem chega mais nele", declarou o zagueiro Maurício Ramos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;