Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Comboio de ajuda humanitária é atacado no Haiti


Da AFP

26/09/2004 | 22:06


Um comboio com ajuda humanitária foi atacado na tarde deste domingo em pleno centro da cidade de Gonaives, no noroeste do Haiti, por dezenas de jovens armados com barras de ferro.

Apesar da presença de soldados argentinos da Missão de Estabilização das Nações Unidas (Minustah), um dos quais atirou para o alto, os jovens trataram de assaltar o caminhão com ajuda humanitária, antes do grupo ser dispersado por bombas de gás lacrimogêneo.

O incidente, o primeiro deste tipo, ocorre apesar do reforço na vigilância envolvendo o envio e a distribuição de alimentos em Gonaives, onde os caminhões com auxílio são escoltados por tropas da Minustah.

Na tarde deste domingo, cerca de 50 soldados uruguaios da Minustah escoltavam pelo centro de Gonaives dois caminhões com alimentos e roupas doadas pela Universidade Adventista do Haiti.

O pastor Joseph Lormeus, que supervisionava o envio da ajuda humanitária, explicou que os dois caminhões estavam sob a responsabilidade dos capacetes azuis da ONU "para se evitar os saques".

A distribuição de alimentos nos jardins da Igreja Adventista do Sétimo Dia -situada em uma das avenidas mais importantes de Gonaives- foi acompanhada por cerca de 30 soldados argentinos da Minustah.

O comandante Cristian Pafundi declarou que seus homens controlavam o perímetro e os acessos à Igreja, com a ajuda de funcionários haitianos da organização humanitária Care.

Pelo menos duas mil mulheres, levando bolsas ou recipientes, esperaram durante várias horas atrás de uma cerca de segurança instalada pelos soldados argentinos, antes de receber os alimentos.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;