Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bancos de leite da região operam com estoques abaixo do adequado

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Hospital Estadual Mário Covas mantém apenas oito litros, quando ideal seriam 60


Yago Delbuoni
especial para o Diário

05/08/2015 | 07:07


Os bancos de leite do Grande ABC pedem socorro. Com estoques operando abaixo do ideal, os três equipamentos da região – localizados no Hospital Estadual Mário Covas e Hospital da Mulher, em Santo André, e no HMU (Hospital Municipal Universitário), em São Bernardo – contam com a colaboração de mães em fase de amamentação e que tenham leite excedente para manter suas atividades.

A situação mais crítica é a do Hospital Estadual Mário Covas, que opera com apenas oito litros, sendo que o ideal seriam 60. O volume, necessário para o tratamento de 18 recém-nascidos que estão internados no equipamento, é suficiente para apenas um dia, conforme a responsável técnica pelo local Marisa Aprile. “Nunca chegamos a esta marca tão baixa. Até pelo fato de não termos uma maternidade, dependemos da boa vontade das mães.”

No Hospital da Mulher, o banco de leite tem 20 litros armazenados, mas o adequado seriam 200, observa a coordenadora da área Elisabeth Tavares. “Com o estoque baixo, temos de priorizar os bebês prematuros ou com alguma patologia especifica”, diz, Segundo ela, a queda do volume de doações acontece geralmente nos meses de férias, como julho.

Embora tenha havido aumento das doações de leite materno nos últimos dias no HMU devido à Semana da Amamentação, o estoque tem 200 litros, quando o ideal seriam 300. A quantidade é suficiente para beneficiar até 100 bebês prematuros ou de baixo peso por cerca de 20 dias.

Marisa explica que a mulher deve doar apenas o leite excedente. “A doação deve ser feita depois de amamentar o filho e sentir que o sutiã está molhado”. A mãe não deve fazer uso de medicamentos contínuos e não pode fumar mais de dez cigarros ao dia.

Tanto o Mário Covas quanto o HMU se responsabilizam pela retirada do leite na residência das doadoras. No caso do equipamento andreense, o atendimento é feito pelo 2829-5021. Já no hospital de São Bernardo o agendamento deve ser realizado pelo 4365-1480 (ramais 1203 e 1196).

O leite deve ser armazenado em recipiente de vidro com tampa rosqueável e mantido no congelador ou freezer por até dez dias. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;