Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 16 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

O que é uma orquestra?

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Formação musical é comandada por batuta e cada instrumento tem seu lugar adequado


Luís Felipe Soares

24/11/2019 | 07:13


A ideia de uma orquestra passa pela união de diferentes instrumentos tocados juntos durante uma apresentação ou ensaio. Geralmente, as performances acontecem no palco de um teatro, mas o público também pode acompanhar esse trabalho por meio de exibições na televisão ou ao ar livre, seja em parques ou praças. Parte do conceito em torno desse tipo de grupo é que ele toque músicas clássicas, mas os repertórios também abrem espaço para releituras de canções de estilos diversos, todas sempre por meio de trabalho instrumental.

A formação é dividida em quatro naipes, ou seja, grupos de instrumentos: cordas (casos de contrabaixo, violino, viola e violoncelo), madeiras (como flauta, oboé, clarinete e fagote), metais (trompete, trombone, trompa e tuba) e percussão (a exemplos de pandeiro, tímpano, bombo e xilofone). Cada um conta com posicionamento específico que deve ser respeitado quando todos estão juntos no palco. De vez em quando pode ser que alguns outros sons participem de maneira especial.

O comando de todos esses sons fica com o maestro ou a maestrina. Esse responsável tem na mão direita uma espécie de varinha, chamada de batuta, e seus gestos dirigem o grupo de acordo com a partitura, a representação escrita da música tocada.

Enquanto uma orquestra desenvolve trabalho refinado pensando em suas músicas eruditas e mais ‘sérias’, as bandas reúnem pessoas que utilizam seus gostos pessoais para criar arranjos de canções e letras que estejam conectadas com o perfil do grupo. São essas formações despojadas que realizam show de rock e música pop, por exemplo. 

As possibilidades musicais de uma orquestra são comumente utilizadas para a elaboração de trilhas sonoras, seja para filmes, peças ou óperas. Grandes teatros contam com espaço especial, conhecido como fosso, para abrigar o grupo com sua interpretação ao vivo durante as sessões. Essa área fica localizada abaixo do palco e não atrapalha a visão do público para os acontecimentos em cena.

Consulta realizada no livro Desvendando a Orquestra: Formando Plateias do Futuro, das escritoras Clarice Miranda e Liana Justus. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;