Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Zidane faz as pazes com o Brasil


Luciana Bugni
Do Diário do Grande ABC

17/03/2008 | 07:17


Vestido com uma jaqueta amarela estampada com a bandeira brasileira e a inscrição Brasil nas costas, o craque francês Zinedine Zidane fez as pazes com os torcedores da seleção canarinho domingo. “Para mim, o Brasil é um exemplo”, afirmou o algoz da seleção nas Copas de 1998 e 2006, Zizou reinaugurou domingo uma quadra poliesportiva na favela de Heliópolis, na divisa de São Paulo e São Caetano.

A visita, de apenas sete minutos, foi a primeira passagem do jogador – que já atuou pela Juventus e pelo Real Madrid – pelo Brasil. Os moradores da comunidade se acotovelaram para ver Zidane dar o pontapé inicial da partida. Além disso, o camisa 10 marcou o primeiro gol simbólico e ainda errou um pênalti batido contra um goleiro bem diferente: o senador Eduardo Suplicy. A bola tocou a trave.

A quadra de Heliópolis é a primeira de uma série que será reformada pela marca esportiva alemã Adidas – patrocinadora de Zizou – em comunidades carentes brasileiras até 2014.

Quando questionado sobre os melhores jogadores do mundo, o meia afirmou que Pelé e Maradona são os melhores do mundo, seguidos pelo italiano Di Stefano. “Eu nunca me considerei melhor, sou feliz com minha carreira e por ter recebido a bola de ouro e o premio Fifa, porque comprova que fui reconhecido”, disse humildemente.

Sobre o futebol brasileiro, o jogador foi simpático. “Me considero um de vocês, sim senhor... se acham que não, lamento. Dizem que o futebol foi criado na Inglaterra. Se foi mesmo, os brasileiros reinventaram. Espero que não me considerem como alguém que fez mal ao Brasil, porque jogo é jogo”, se desculpou o francês.

Além de Zidane e Suplicy, o evento teve a presença da ex-jogadora de basquete Marta.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;