Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rússia e EUA assinam acordo para minimizar riscos no espaço áereo sírio



21/10/2015 | 00:35


OS Estados Unidos e a Rússia colocaram em prática um novo acordo entre os países que tem o objetivo de minimizar o risco de colisões no espaço aéreo entre aviões militares de ambas nações sobre a Síria.

Uma autoridade de Defesa da Rússia afirmou que o "memorando de compreensão" sugere uma potencial cooperação de contraterrorismo entre os países, mas as autoridades norte-americanas alegam que este é apenas um acordo limitado e que não diminui as preocupações de Washington sobre a operação militar da Rússia na Síria.

Não há planos para estabelecer zonas de cooperação nas campanhas militares aéreas paralelas dos países ou compartilhar informações de Inteligência na Síria, informou o porta-voz do Pentágono, Peter Cook. Fonte: Associated Press.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rússia e EUA assinam acordo para minimizar riscos no espaço áereo sírio


21/10/2015 | 00:35


OS Estados Unidos e a Rússia colocaram em prática um novo acordo entre os países que tem o objetivo de minimizar o risco de colisões no espaço aéreo entre aviões militares de ambas nações sobre a Síria.

Uma autoridade de Defesa da Rússia afirmou que o "memorando de compreensão" sugere uma potencial cooperação de contraterrorismo entre os países, mas as autoridades norte-americanas alegam que este é apenas um acordo limitado e que não diminui as preocupações de Washington sobre a operação militar da Rússia na Síria.

Não há planos para estabelecer zonas de cooperação nas campanhas militares aéreas paralelas dos países ou compartilhar informações de Inteligência na Síria, informou o porta-voz do Pentágono, Peter Cook. Fonte: Associated Press.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;