Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia identifica nove supostos envolvidos na morte de torcedor


Do Diário OnLine

07/05/2004 | 16:45


A Polícia Civil de São Paulo já identificou nove torcedores que teriam participado do tumulto que resultou na morte do corintiano Marcos Gabriel Cardoso Soares, 16 anos, espancado pouco antes do clássico Corinthians x Palmeiras, domingo passado, em São Paulo. Cinco dos nove suspeitos já foram ouvidos e liberados por falta de provas.

Os policiais que trabalham no caso já receberam cerca de 30 denúncias sobre supostos participantes do tumulto, ocorrido na estação Barra Funda. Marcos foi espancado numa briga iniciada após o encontro das torcidas rivais.

Os três primeiros suspeitos que foram presos prestaram depoimento, nesta quinta-feira, no 13º DP (Distrito Policial) da Casa Verde. Assim como os outros, eles foram identificados por meio de uma gravação feita pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na qual aparecem nas imagens. Todos os suspeitos são palmeirenses e ligados à torcida do time, a Mancha Verde.

O adolescente foi atendido no Pronto-Socorro da Barra Funda ainda na tarde de domingo, mas recebeu alta em seguida. Ele voltou a se sentir mal na noite de segunda-feira e voltou ao hospital. Os médicos constataram traumatismo craniano e tentaram operá-lo, mas o corintiano não resistiu e morreu.

A família do garoto vai processar por negligência o médico Paulo Shigeru Ishikawa, que atendeu o menor na noite de domingo e deu alta para ele.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Polícia identifica nove supostos envolvidos na morte de torcedor

Do Diário OnLine

07/05/2004 | 16:45


A Polícia Civil de São Paulo já identificou nove torcedores que teriam participado do tumulto que resultou na morte do corintiano Marcos Gabriel Cardoso Soares, 16 anos, espancado pouco antes do clássico Corinthians x Palmeiras, domingo passado, em São Paulo. Cinco dos nove suspeitos já foram ouvidos e liberados por falta de provas.

Os policiais que trabalham no caso já receberam cerca de 30 denúncias sobre supostos participantes do tumulto, ocorrido na estação Barra Funda. Marcos foi espancado numa briga iniciada após o encontro das torcidas rivais.

Os três primeiros suspeitos que foram presos prestaram depoimento, nesta quinta-feira, no 13º DP (Distrito Policial) da Casa Verde. Assim como os outros, eles foram identificados por meio de uma gravação feita pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na qual aparecem nas imagens. Todos os suspeitos são palmeirenses e ligados à torcida do time, a Mancha Verde.

O adolescente foi atendido no Pronto-Socorro da Barra Funda ainda na tarde de domingo, mas recebeu alta em seguida. Ele voltou a se sentir mal na noite de segunda-feira e voltou ao hospital. Os médicos constataram traumatismo craniano e tentaram operá-lo, mas o corintiano não resistiu e morreu.

A família do garoto vai processar por negligência o médico Paulo Shigeru Ishikawa, que atendeu o menor na noite de domingo e deu alta para ele.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;