Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Eleitos com Alex e Tarcisio lançam nome à Câmara

Denominado G-7 aposta em João Batista e mira votos da oposição, de Julinho e de Camolesi


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

23/11/2016 | 07:00


Sete vereadores montaram grupo para lançar candidatura própria à presidência da Câmara de São Bernardo, em eleição marcada para o dia 1º de janeiro. O bloco, com nomes eleitos nas coalizões de Tarcisio Secoli (PT) e Alex Manente (PPS), aposta no vereador bispo João Batista (PRB) para o pleito, rivalizando diretamente com nome que será apresentado pelo prefeito eleito, Orlando Morando (PSDB).

Formam essa ala, além de João Batista, Rafael Demarchi (PRB), José Alves da Silva, o Índio (PR), Reginaldo Burguês (PSD), Mauro Miaguti (DEM), doutor Manuel Martins (PPS) e Aurélio de Paula (PTB). A parceria foi selada ontem.

Os sete votos ainda são insuficientes para vencer a eleição interna. Para emplacar o presidente, são necessários ao menos 15 adesões – há 28 vereadores em São Bernardo. Para isso, esse grupo, autodenominado G-7, buscará apoio da oposição ao futuro governo de Morando e de alguns nomes que declararam que estarão na base da gestão tucana.

Nas contas do G-7, para chegar pelo menos aos 14 votos, a articulação será feita com os cinco vereadores petistas – Toninho da Lanchonete, Tião Mateus, Joilson Santos, José Luís Ferrarezi e Ana Nice Martins –, de Julinho Fuzari (PPS) e de Estevão Camolesi (PPS).

Camolesi já anunciou que estará no bloco de sustentação de Morando, inclusive, conferindo voto ao candidato que o prefeito eleito indicar para presidente da Casa. Porém, o G-7 aposta em orientação partidária de Alex Manente a favor do republicano – João Batista foi reeleito no arco de aliados do popular-socialista. Se Camolesi contrariar, poderia ser submetido ao conselho de ética, ser expulso e ter a cadeira requisitada pela agremiação.

A escolha por João Batista tem propósito claro. As costuras do G-7 contabilizariam, se bem sucedidas, 14 votos, mesmo número hoje que o bloco pró-Morando possui na Casa. Pelo regimento interno do Legislativo, em caso de empate na eleição à presidência, vence o vereador mais velho. O republicano tem 73 anos e é o mais idoso da Câmara de São Bernardo.

Pelo lado do futuro governo, o nome que começou a ganhar força nesta semana é o de Hiroyuki Minami (PSDB), que presidiu o Legislativo entre 2011 e 2012 – sob sua gestão foi construída a sede da Câmara. Minami inicialmente foi cotado para ser secretário (a Pasta de Relações Internacionais era a mais próxima), porém, o tucano teria dito a Morando que seu desejo é ficar como vereador e, se possível, ser patrocinado pelo futuro governo para voltar a chefiar o Legislativo. Minami tem 72 anos de idade e, em caso de empate, perderia para João Batista. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Eleitos com Alex e Tarcisio lançam nome à Câmara

Denominado G-7 aposta em João Batista e mira votos da oposição, de Julinho e de Camolesi

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

23/11/2016 | 07:00


Sete vereadores montaram grupo para lançar candidatura própria à presidência da Câmara de São Bernardo, em eleição marcada para o dia 1º de janeiro. O bloco, com nomes eleitos nas coalizões de Tarcisio Secoli (PT) e Alex Manente (PPS), aposta no vereador bispo João Batista (PRB) para o pleito, rivalizando diretamente com nome que será apresentado pelo prefeito eleito, Orlando Morando (PSDB).

Formam essa ala, além de João Batista, Rafael Demarchi (PRB), José Alves da Silva, o Índio (PR), Reginaldo Burguês (PSD), Mauro Miaguti (DEM), doutor Manuel Martins (PPS) e Aurélio de Paula (PTB). A parceria foi selada ontem.

Os sete votos ainda são insuficientes para vencer a eleição interna. Para emplacar o presidente, são necessários ao menos 15 adesões – há 28 vereadores em São Bernardo. Para isso, esse grupo, autodenominado G-7, buscará apoio da oposição ao futuro governo de Morando e de alguns nomes que declararam que estarão na base da gestão tucana.

Nas contas do G-7, para chegar pelo menos aos 14 votos, a articulação será feita com os cinco vereadores petistas – Toninho da Lanchonete, Tião Mateus, Joilson Santos, José Luís Ferrarezi e Ana Nice Martins –, de Julinho Fuzari (PPS) e de Estevão Camolesi (PPS).

Camolesi já anunciou que estará no bloco de sustentação de Morando, inclusive, conferindo voto ao candidato que o prefeito eleito indicar para presidente da Casa. Porém, o G-7 aposta em orientação partidária de Alex Manente a favor do republicano – João Batista foi reeleito no arco de aliados do popular-socialista. Se Camolesi contrariar, poderia ser submetido ao conselho de ética, ser expulso e ter a cadeira requisitada pela agremiação.

A escolha por João Batista tem propósito claro. As costuras do G-7 contabilizariam, se bem sucedidas, 14 votos, mesmo número hoje que o bloco pró-Morando possui na Casa. Pelo regimento interno do Legislativo, em caso de empate na eleição à presidência, vence o vereador mais velho. O republicano tem 73 anos e é o mais idoso da Câmara de São Bernardo.

Pelo lado do futuro governo, o nome que começou a ganhar força nesta semana é o de Hiroyuki Minami (PSDB), que presidiu o Legislativo entre 2011 e 2012 – sob sua gestão foi construída a sede da Câmara. Minami inicialmente foi cotado para ser secretário (a Pasta de Relações Internacionais era a mais próxima), porém, o tucano teria dito a Morando que seu desejo é ficar como vereador e, se possível, ser patrocinado pelo futuro governo para voltar a chefiar o Legislativo. Minami tem 72 anos de idade e, em caso de empate, perderia para João Batista. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;