Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Turquia autoriza EUA a usar seu território para atacar Iraque


Da AFP

04/02/2003 | 09:03


A Turquia está disposta a autorizar que 30 mil soldados americanos utilizem seu território para lançar uma ofensiva pelo Norte do Iraque, caso seja declarada guerra contra Saddam Hussein. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela imprensa turca.

O governo turco, que convocou o Parlamento esta semana para debater esse assunto, cogita a possibilidade de dar luz verde a uma manobra de dez mil soldados americanos em terra.

Além disso, a Turquia autorizaria os Estados Unidos a utilizar várias bases aéreas no Sudeste do país para lançar ataques por ar contra o regime de Bagdá.

O governo turco deseja também que o Parlamento autorize a entrada de tropas turcas no Norte do Iraque, onde garantiriam a segurança de dezenas de quilômetros ao longo da fronteira.

Segundo o jornal Hurriyet, o governo pediria esta semana - imediatamente depois da apresentação das "provas" contra Saddam Hussein pelos Estados Unidos ao Conselho de Segurança da ONU - a autorização para que 3,5 mil engenheiros e técnicos militares americanos entrem na Turquia para trabalhar na modernização das bases aéreas e portos.

No final da festa muçulmana do sacrifício (na Turquia de 10 a 16 de fevereiro) o governo pediria ao Parlamento uma segunda autorização para trânsito de unidades combatentes americanas, segundo a imprensa.

Ofensiva — Nesta terça-feira, o dirigente do Partido da Justiça e Desenvolvimento (no poder), Recep Tayyip Erdogan, afirmou que os interesses regionais da Turquia não lhe permitem ficar de fora da guerra do Iraque, se ela realmente acontecer.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;