Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

AmBev sofre restriçoes para consolidar fusao


Do Diário do Grande ABC

14/11/1999 | 17:14


A polêmica fusao das cervejarias Brahma e Antarctica nao deve se esgotar tao cedo. A Comissao de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados também nao está satisfeita com os detalhes da operaçao e pretende sugerir ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que a nova empresa mantenha a atual rede de distribuiçao independente e terceirizada para garantir nao só a competitividade do setor, mas também os empregos nas 760 distribuidoras que existem espalhadas pelo país.

A Federaçao Nacional de Distribuidores Skol e Caracu também nao está contente, mas com a decisao da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (Seae), que sugeriu ao Cade que aprove a fusao das duas empresas, mas que a condicione à venda da marca Skol, que pertence à Brahma. A Ambev também deveria se desfazer de uma de suas duas fábricas (Brahma ou Antarctica) de Manaus e Cuiabá, de acordo com o relatório da Seae.

Neste domingo, a Federaçao publicou em todos os jornais do país nota repudiando a opiniao da secretaria. " A irresponsabilidade da Seae para com centenas de pequenos e médios empreendedores brasileiros chegou ao ponto de sugerir publicamente a venda de nossa marca para a Kaiser", diz a nota que representa os 160 revendedores da Skol e seus 16 mil funcionários.

A própria direçao da empresa já havia se manifestado contrária à decisao da secretaria que, segundo nota oficial, deve ser revista pela Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça e pelo Cade, próximas instâncias a analisar o processo de fusao.

Pelos cálculos da empresa, a sinergia que deverá acontecer entre as operaçoes da Brahma e da Antarctica deve proporcionar uma reduçao de custos de 14%, o que poderia, inclusive, permitir uma diminuiçao nos preços de seus produtos.

No entanto, o deputado Luciano Pizzatto (PFL-PR), relator do documento com recomendaçoes ao Cade que será votado na Comissao de Defesa do Consumidor na quarta-feira, acredita que a tal sinergia vai reduzir os postos de trabalho e estimular o aumento de preços no mercado.

O deputado vai mais longe e explica que a fusao das duas empresas, ao contrário do que a própria Ambev vem dizendo, é totalmente voltada para o mercado interno." A cerveja nao é um produto para mercado internacional", disse. Isso porque as exportaçoes do produto equivalem a uma média de 2% do mercado de cervejas em todos os países do mundo.

Segundo ele, o país em que as importaçoes de cerveja têm maior importância no mercado interno é a Itália, onde a participaçao dos produtos importados chega a 7%. O relatório também sugere que se minimize ao máximo as demissoes com medidas que criem empregos substitutivos ou com a estabilidade temporária, seguindo os termos de acordos que estao sendo negociados entre o Ministério do Trabalho e os sindicatos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

AmBev sofre restriçoes para consolidar fusao

Do Diário do Grande ABC

14/11/1999 | 17:14


A polêmica fusao das cervejarias Brahma e Antarctica nao deve se esgotar tao cedo. A Comissao de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados também nao está satisfeita com os detalhes da operaçao e pretende sugerir ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que a nova empresa mantenha a atual rede de distribuiçao independente e terceirizada para garantir nao só a competitividade do setor, mas também os empregos nas 760 distribuidoras que existem espalhadas pelo país.

A Federaçao Nacional de Distribuidores Skol e Caracu também nao está contente, mas com a decisao da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda (Seae), que sugeriu ao Cade que aprove a fusao das duas empresas, mas que a condicione à venda da marca Skol, que pertence à Brahma. A Ambev também deveria se desfazer de uma de suas duas fábricas (Brahma ou Antarctica) de Manaus e Cuiabá, de acordo com o relatório da Seae.

Neste domingo, a Federaçao publicou em todos os jornais do país nota repudiando a opiniao da secretaria. " A irresponsabilidade da Seae para com centenas de pequenos e médios empreendedores brasileiros chegou ao ponto de sugerir publicamente a venda de nossa marca para a Kaiser", diz a nota que representa os 160 revendedores da Skol e seus 16 mil funcionários.

A própria direçao da empresa já havia se manifestado contrária à decisao da secretaria que, segundo nota oficial, deve ser revista pela Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça e pelo Cade, próximas instâncias a analisar o processo de fusao.

Pelos cálculos da empresa, a sinergia que deverá acontecer entre as operaçoes da Brahma e da Antarctica deve proporcionar uma reduçao de custos de 14%, o que poderia, inclusive, permitir uma diminuiçao nos preços de seus produtos.

No entanto, o deputado Luciano Pizzatto (PFL-PR), relator do documento com recomendaçoes ao Cade que será votado na Comissao de Defesa do Consumidor na quarta-feira, acredita que a tal sinergia vai reduzir os postos de trabalho e estimular o aumento de preços no mercado.

O deputado vai mais longe e explica que a fusao das duas empresas, ao contrário do que a própria Ambev vem dizendo, é totalmente voltada para o mercado interno." A cerveja nao é um produto para mercado internacional", disse. Isso porque as exportaçoes do produto equivalem a uma média de 2% do mercado de cervejas em todos os países do mundo.

Segundo ele, o país em que as importaçoes de cerveja têm maior importância no mercado interno é a Itália, onde a participaçao dos produtos importados chega a 7%. O relatório também sugere que se minimize ao máximo as demissoes com medidas que criem empregos substitutivos ou com a estabilidade temporária, seguindo os termos de acordos que estao sendo negociados entre o Ministério do Trabalho e os sindicatos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;