Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bancários continuam com paralisações na segunda-feira

Categoria reivindica aumento real nos salários
de 5%; bancos propõem apenas a inflação


Pedro Souza
Do Diário do Grande ABC

21/09/2013 | 07:25


A greve dos trabalhadores dos bancos continua na segunda-feira. Ontem, os clientes da região encontraram 132 agências fechadas, oito a menos do que o Sindicato dos Bancários do Grande ABC havia estimado. Ao todo, 1.700 trabalhadores cruzaram os braços, afirmou o presidente da entidade, Eric Nilson.

O sindicalista não estimou quantas agências ficarão fechadas na segunda-feira. “Mas nossa estratégia é ampliar o número”, garantiu. Apenas os atendimentos por meio dos caixas eletrônicos ficarão disponíveis nessas unidades. Além disso, o cliente pode realizar transações on-line.

A categoria, que na região soma 7.300 trabalhadores, distribuídos em 450 agências, luta por reajuste salarial de 11,93%, percentual composto pela inflação mais 5% de alta real. A Fenaban (Federação Nacional de Bancos), que discute com a Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro – Central Única dos Trabalhadores), propôs apenas 6,1%. A greve, que ocorre em todo o País, seguirá para o terceiro dia.

A Contraf informou que não recebeu contato da Fenaban ontem. Por sua vez, a representante dos bancos considerou utilizar as medidas legais cabíveis para atender os consumidores de forma plena.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bancários continuam com paralisações na segunda-feira

Categoria reivindica aumento real nos salários
de 5%; bancos propõem apenas a inflação

Pedro Souza
Do Diário do Grande ABC

21/09/2013 | 07:25


A greve dos trabalhadores dos bancos continua na segunda-feira. Ontem, os clientes da região encontraram 132 agências fechadas, oito a menos do que o Sindicato dos Bancários do Grande ABC havia estimado. Ao todo, 1.700 trabalhadores cruzaram os braços, afirmou o presidente da entidade, Eric Nilson.

O sindicalista não estimou quantas agências ficarão fechadas na segunda-feira. “Mas nossa estratégia é ampliar o número”, garantiu. Apenas os atendimentos por meio dos caixas eletrônicos ficarão disponíveis nessas unidades. Além disso, o cliente pode realizar transações on-line.

A categoria, que na região soma 7.300 trabalhadores, distribuídos em 450 agências, luta por reajuste salarial de 11,93%, percentual composto pela inflação mais 5% de alta real. A Fenaban (Federação Nacional de Bancos), que discute com a Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro – Central Única dos Trabalhadores), propôs apenas 6,1%. A greve, que ocorre em todo o País, seguirá para o terceiro dia.

A Contraf informou que não recebeu contato da Fenaban ontem. Por sua vez, a representante dos bancos considerou utilizar as medidas legais cabíveis para atender os consumidores de forma plena.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;