Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Michel Temer é reeleito presidente do PMDB


Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

12/03/2007 | 08:32


O deputado federal Michel Temer (SP) foi reeleito neste domingo presidente nacional do PMDB para o biênio 2007/2008. Com a desistência do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Nelson Jobim, a vitória de Temer nas urnas foi arrasadora. Ele obteve 598 dos 602 votos computados - dois votos foram em branco e outros dois nulos.

Jobim, único adversário de Temer na disputa pelo poder interno do PMDB, desistiu da disputa após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidar o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), aliado de Michel temer, para assumir o Ministério da Integração Nacional. A manobra de Lula também causou a insatisfação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do senador José Sarney (PMDB-AP), favoráveis à condução de Jobim à Presidência da legenda.

Unidade – Após sacramentada a vitória, Temer se disse emocionado com o quórum que, segundo ele, foi o maior das últimas convenções, mesmo entre aquelas em que havia disputa. "Numa convenção em que não há disputa, normalmente há um certo desinteresse. E nesta eleição pretendeu-se até que não houvesse quórum. Houve algum movimento nesse sentido, de modo que nesse particular foi emocionante o quórum significativo", observou Temer.

Para o presidente do PMDB, a presença de tantos convencionais é a prova da expressão política que o partido ocupa na vida republicana do país. "Mais de 82% presentes à convenção nacional. Isso revela a vitalidade, a força, a dimensão extraordinária do nosso PMDB", afirmou.

Temer disse ainda que as divergências internas serão sanadas com o diálogo e que nesta segunda-feira mesmo procurará Renan Calheiros e José Sarney para conversar sobre a necessidade de manter o partido unido. Renan Calheiros e Sarney defendiam a candidatura de Jobim e não foram à convenção. O objetivo de fechar um acordo em torno da unidade é a apresentação de uma candidatura própria para presidente da República em 2010. "Pode ser o próprio Temer ou o ex-presidente Sarney. Ou ainda qualquer de nossos governadores, todos têm condições de assumir a bandeira do partido como candidato a presidente do país", afirmou o ex-senador Maguito Vilela (GO).

As maiores ausências na convenção ficaram por conta de Alagoas, que enviou só um dos 14 convencionais, e do Pará, que teve quatro convencionais presentes dos 35 que o Estado tem. Dos sete governadores do PMDB, quatro compareceram à convenção: Sérgio Cabral (RJ), André Puccinelli (MS), Paulo Hartung (ES) e Marcelo Miranda (TO). O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, está no exterior. Roberto Requião, do Paraná, mandou um representante, e Eduardo Braga, do Amazonas, estava com a viagem marcada, mas ficou doente, de acordo com a assessoria do PMDB.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Michel Temer é reeleito presidente do PMDB

Do Diário OnLine
Com Agência Brasil

12/03/2007 | 08:32


O deputado federal Michel Temer (SP) foi reeleito neste domingo presidente nacional do PMDB para o biênio 2007/2008. Com a desistência do ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Nelson Jobim, a vitória de Temer nas urnas foi arrasadora. Ele obteve 598 dos 602 votos computados - dois votos foram em branco e outros dois nulos.

Jobim, único adversário de Temer na disputa pelo poder interno do PMDB, desistiu da disputa após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidar o deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), aliado de Michel temer, para assumir o Ministério da Integração Nacional. A manobra de Lula também causou a insatisfação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e do senador José Sarney (PMDB-AP), favoráveis à condução de Jobim à Presidência da legenda.

Unidade – Após sacramentada a vitória, Temer se disse emocionado com o quórum que, segundo ele, foi o maior das últimas convenções, mesmo entre aquelas em que havia disputa. "Numa convenção em que não há disputa, normalmente há um certo desinteresse. E nesta eleição pretendeu-se até que não houvesse quórum. Houve algum movimento nesse sentido, de modo que nesse particular foi emocionante o quórum significativo", observou Temer.

Para o presidente do PMDB, a presença de tantos convencionais é a prova da expressão política que o partido ocupa na vida republicana do país. "Mais de 82% presentes à convenção nacional. Isso revela a vitalidade, a força, a dimensão extraordinária do nosso PMDB", afirmou.

Temer disse ainda que as divergências internas serão sanadas com o diálogo e que nesta segunda-feira mesmo procurará Renan Calheiros e José Sarney para conversar sobre a necessidade de manter o partido unido. Renan Calheiros e Sarney defendiam a candidatura de Jobim e não foram à convenção. O objetivo de fechar um acordo em torno da unidade é a apresentação de uma candidatura própria para presidente da República em 2010. "Pode ser o próprio Temer ou o ex-presidente Sarney. Ou ainda qualquer de nossos governadores, todos têm condições de assumir a bandeira do partido como candidato a presidente do país", afirmou o ex-senador Maguito Vilela (GO).

As maiores ausências na convenção ficaram por conta de Alagoas, que enviou só um dos 14 convencionais, e do Pará, que teve quatro convencionais presentes dos 35 que o Estado tem. Dos sete governadores do PMDB, quatro compareceram à convenção: Sérgio Cabral (RJ), André Puccinelli (MS), Paulo Hartung (ES) e Marcelo Miranda (TO). O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, está no exterior. Roberto Requião, do Paraná, mandou um representante, e Eduardo Braga, do Amazonas, estava com a viagem marcada, mas ficou doente, de acordo com a assessoria do PMDB.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;