Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Novo 'homem-gol', Grafite define meta na Série A


Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

11/11/2004 | 10:41


O São Paulo encontrou seu homem-gol. É Grafite que, independentemente do seu companheiro no ataque, tem tranqüilidade para trabalhar e se tornou referência na equipe. "Aprendi a ter mais liberdade, a jogar com mais criatividade e a ter mais confiança. Precisava ocupar aquele espaço do Luís (Fabiano). Acho que aprendi a deixar de ser coadjuvante", conta.

O crescimento de Grafite é evidente. Durante todo o primeiro turno, o jogador fez apenas dois gols. Agora, nos últimos oito jogos, Grafite já balançou a rede por 12 vezes. "É o momento do time que está legal. A equipe está embalada, vencendo os jogos, e isso ajuda bastante para eu continuar fazendo gols", disse o atacante, que já tem um plano para o final da temporada. "Quero terminar com 20 gols. Tenho seis jogos para alcançar minha meta".

Para o jogo de domingo contra o Vasco, em São Januário, Grafite não tem preferência pelo seu companheiro no ataque. O técnico Emerson Leão, no entanto, parece optar por Diego Tardelli, mas nesta quarta o treinador testou Vélber como titular. "Ainda não sei quem vai jogar. O Nildo também tem entrado muito bem e chega com um bom passe ali na frente. O Vélber tem feito bons treinos e o Tardelli se aproxima mais do estilo do Luís Fabiano, o que me permite sair mais da área. Vamos ver o que o Leão vai decidir", fala Grafite.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Novo 'homem-gol', Grafite define meta na Série A

Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC
Com Agências

11/11/2004 | 10:41


O São Paulo encontrou seu homem-gol. É Grafite que, independentemente do seu companheiro no ataque, tem tranqüilidade para trabalhar e se tornou referência na equipe. "Aprendi a ter mais liberdade, a jogar com mais criatividade e a ter mais confiança. Precisava ocupar aquele espaço do Luís (Fabiano). Acho que aprendi a deixar de ser coadjuvante", conta.

O crescimento de Grafite é evidente. Durante todo o primeiro turno, o jogador fez apenas dois gols. Agora, nos últimos oito jogos, Grafite já balançou a rede por 12 vezes. "É o momento do time que está legal. A equipe está embalada, vencendo os jogos, e isso ajuda bastante para eu continuar fazendo gols", disse o atacante, que já tem um plano para o final da temporada. "Quero terminar com 20 gols. Tenho seis jogos para alcançar minha meta".

Para o jogo de domingo contra o Vasco, em São Januário, Grafite não tem preferência pelo seu companheiro no ataque. O técnico Emerson Leão, no entanto, parece optar por Diego Tardelli, mas nesta quarta o treinador testou Vélber como titular. "Ainda não sei quem vai jogar. O Nildo também tem entrado muito bem e chega com um bom passe ali na frente. O Vélber tem feito bons treinos e o Tardelli se aproxima mais do estilo do Luís Fabiano, o que me permite sair mais da área. Vamos ver o que o Leão vai decidir", fala Grafite.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;