Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Sto.André promete entregar
UPAs ainda no 1º semestre

No início do ano, Prefeitura havia garantido inauguração
de mais duas unidades e de Centro Hospitalar em março


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

23/04/2012 | 07:00


As duas próximas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e o Centro Hospitalar da Vila Luzita deverão ser entregues pela Prefeitura de Santo André até o fim de semestre. A informação foi divulgada ontem pelo secretário municipal de Saúde, Antonio de Giovanni Neto, durante inauguração da UPA Sacadura Cabral. Em janeiro, a expectativa da Prefeitura era de que as três unidades ficassem prontas em março.

A ordem de serviço para a construção dos postos foi assinada em setembro pelo prefeito Aidan Ravin (PTB), mas as obras só começaram três meses depois. Ainda faltam ser entregues as unidades do Centro e do Jardim Santo André, cujo investimento total é de R$ 4,5 milhões do governo federal. Cada uma custa, em média, R$ 1,5 milhão.

Mesmo inaugurada ontem, a UPA do bairro Sacadura Cabral começará a prestar atendimento à população apenas na manhã de hoje. "A gente queria ter começado o atendimento ontem (sábado). Mas é inauguração, muita gente entrou aqui, estava chovendo, pode ter sujado. Vamos limpar tudo e amanhã (hoje) estará em funcionamento", explica o prefeito.

A nova unidade tem capacidade para atendimento de 150 pessoas ao dia e possui oito leitos. Segundo o secretário de Saúde, a Prefeitura irá colocar mais médicos do que o determinado pelo Ministério da Saúde. Por ser do tipo 1, a UPA precisa ter um clínico geral e um pediatra. "Nossa preocupação é com a assistência médica, por isso colocamos dois clínicos e dois pediatras 24 horas", salienta Giovanni Neto.

O titular da Pasta, no entanto, adverte que "é preciso passar para a população que isso não é ambulatório médico, e sim uma unidade de urgência e emergência."

Aidan avalia que ainda não é possível calcular o impacto da UPA na redução de demanda dos outros prontos-socorros. "Por ser área de divisa com São Bernardo e São Caetano, podem vir usuários de outras cidades." O primeiro balanço do impacto da unidade para a rede municipal de Saúde deve ser elaborado em 20 dias, aproximadamente.

Outras unidades

Orçado em R$ 3,5 milhões, o Centro Hospitalar da Vila Luzita terá 60 leitos e 165 novos médicos, segundo a administração municipal. Toda a verba utilizada na construção do hospital, que também está previsto para ser entregue até o fim de junho, é oriunda dos cofres municipais. A região da Vila Luzita já é servida por outro equipamento público de saúde, o AME (Ambulatório Médico de Especialidades), inaugurado em outubro de 2010.

Duas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) estão sendo construídas no Jardim Carla e no Alzira Franco. Em Paranapiacaba, a administração executa obras para a construção de Pronto Atendimento, que também servirá a população do Parque Andreense. A cidade ganhará também duas novas Unidades de Saúde da Família, no Jardim Santo André e Sítio dos Vianas. Não foram divulgados prazos para a conclusão os equipamentos



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;