Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Receita alerta sobre falso e-mail em seu nome

Mensagem traz informações verdadeiras dos contribuintes
e fala sobre supostas pendências no Imposto de Renda


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

17/11/2012 | 07:03


Quem receber em seu e-mail um alerta sobre problemas na declaração do Imposto de Renda deste ano, com orientação para abrir arquivos e links a fim de regularizar situação, deve excluí-lo antes mesmo de abrir. A Receita Federal alerta que mensagens falsas como esta estão circulando com o seu remetente, porém, o órgão não envia e-mails sem autorização do contribuinte e nem autoriza parceiros e conveniados a fazê-lo em seu nome.

Mensagens desse tipo, de acordo com a Receita, continuam sendo usadas pelas quadrilhas especializadas em crimes pela internet, que tentam obter ilegalmente informações fiscais, cadastrais e principalmente financeiras dos contribuintes.

Sempre ressaltando que a regularização é urgente, os e-mails deixam o cidadão temeroso com a apresentação de telas que misturam instruções verdadeiras e falsas, utilizando nomes e timbres oficiais e informando, por exemplo, que "o CPF está cancelado ou pendente de regularização", que "a declaração de Imposto de Renda possui erros e deve ser enviada declaração retificadora", ou que "há erros na restituição do Imposto de Renda, com valores residuais a serem recebidos", entre outros.

As mensagens falsas também estimulam o contribuinte a responder questionamentos ou instalam programas nos computadores utilizados, que assim, acabam por repassar dados pessoais e fiscais aos fraudadores.

A Receita orienta a não abrir arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário. Os links para endereços da Internet também não devem ser acionados, mesmo que esteja escrito o nome da Receita, ou mensagens como "clique aqui".

Aos contribuintes que desejam receber mensagens da Receita por meio eletrônico, é oferecida caixa postal para cada usuário do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte), que requer certificado digital ou código de acesso.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Receita alerta sobre falso e-mail em seu nome

Mensagem traz informações verdadeiras dos contribuintes
e fala sobre supostas pendências no Imposto de Renda

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

17/11/2012 | 07:03


Quem receber em seu e-mail um alerta sobre problemas na declaração do Imposto de Renda deste ano, com orientação para abrir arquivos e links a fim de regularizar situação, deve excluí-lo antes mesmo de abrir. A Receita Federal alerta que mensagens falsas como esta estão circulando com o seu remetente, porém, o órgão não envia e-mails sem autorização do contribuinte e nem autoriza parceiros e conveniados a fazê-lo em seu nome.

Mensagens desse tipo, de acordo com a Receita, continuam sendo usadas pelas quadrilhas especializadas em crimes pela internet, que tentam obter ilegalmente informações fiscais, cadastrais e principalmente financeiras dos contribuintes.

Sempre ressaltando que a regularização é urgente, os e-mails deixam o cidadão temeroso com a apresentação de telas que misturam instruções verdadeiras e falsas, utilizando nomes e timbres oficiais e informando, por exemplo, que "o CPF está cancelado ou pendente de regularização", que "a declaração de Imposto de Renda possui erros e deve ser enviada declaração retificadora", ou que "há erros na restituição do Imposto de Renda, com valores residuais a serem recebidos", entre outros.

As mensagens falsas também estimulam o contribuinte a responder questionamentos ou instalam programas nos computadores utilizados, que assim, acabam por repassar dados pessoais e fiscais aos fraudadores.

A Receita orienta a não abrir arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário. Os links para endereços da Internet também não devem ser acionados, mesmo que esteja escrito o nome da Receita, ou mensagens como "clique aqui".

Aos contribuintes que desejam receber mensagens da Receita por meio eletrônico, é oferecida caixa postal para cada usuário do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte), que requer certificado digital ou código de acesso.

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;