Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 10 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Dom Nelson cobra coragem e amor ao próximo dos governantes

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Bispo emérito celebrou missa na paróquia dedicada ao padroeiro em Sto.André


Bia Moço
Especial para o Diário

24/04/2018 | 07:00


 Cerca de 500 fiéis celebraram, na noite de ontem, o Dia de São Jorge, na paróquia e bairro que levam o nome do santo em Santo André. A missa foi ministrada pelo bispo emérito da Diocese da região, dom Nelson Westrupp. Segundo ele, a vida do santo guerreiro deve ser levada como exemplo, principalmente para os futuros governantes do País.

“Em primeiro lugar devemos olhar para São Jorge como alguém que soube fazer uma opção de vida, apesar das grandes dificuldades da sua época. Portanto, sua história deve ser vista como exemplo para a situação brasileira vivida hoje, olhando para estas figuras que atualmente não deixam exemplo a ser seguido, sobretudo de coragem, ânimo, perseverança e amor ao próximo”, observa dom Nelson.

Comemorado tanto por católicos quanto por praticantes das religiões afro-brasileiras, São Jorge é famoso pelos atributos de guerreiro e protetor. Conhecido por transformar o impossível em realidade, ele atrai muitos devotos. Exemplo é a auxiliar de farmácia Juliana Almeida, 31 anos, que há exatamente um mês mudou-se para o bairro Cidade São Jorge. Ela revela a dificuldade para encontrar casa no local. “Deu tudo errado. Cheguei a ficar doente por conta disso e, depois de pedir com muita fé, São Jorge me atendeu. Encontrei a casa que estou morando, no bairro que leva o nome dele. Hoje, no dia do santo que acredito desde os 9 anos de idade, completo um mês de casa nova”, comemora.

A Paróquia São Jorge dará continuidade às celebrações dedicadas ao santo guerreiro até o dia 6 de maio. Com barracas de comidas e bebidas que lembram as quermesses juninas, a festa acontece todo sábado e domingo, a partir das 19h30, na Travessa Mauá, 121.

 

RIO DE JANEIRO

Milhares de fiéis se aglomeraram nas duas principais igrejas de São Jorge no Rio de Janeiro ontem, feriado no Estado. As festividades contaram com missas, procissões, shows de samba e até mesmo feijoada em homenagem ao santo.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dom Nelson cobra coragem e amor ao próximo dos governantes

Bispo emérito celebrou missa na paróquia dedicada ao padroeiro em Sto.André

Bia Moço
Especial para o Diário

24/04/2018 | 07:00


 Cerca de 500 fiéis celebraram, na noite de ontem, o Dia de São Jorge, na paróquia e bairro que levam o nome do santo em Santo André. A missa foi ministrada pelo bispo emérito da Diocese da região, dom Nelson Westrupp. Segundo ele, a vida do santo guerreiro deve ser levada como exemplo, principalmente para os futuros governantes do País.

“Em primeiro lugar devemos olhar para São Jorge como alguém que soube fazer uma opção de vida, apesar das grandes dificuldades da sua época. Portanto, sua história deve ser vista como exemplo para a situação brasileira vivida hoje, olhando para estas figuras que atualmente não deixam exemplo a ser seguido, sobretudo de coragem, ânimo, perseverança e amor ao próximo”, observa dom Nelson.

Comemorado tanto por católicos quanto por praticantes das religiões afro-brasileiras, São Jorge é famoso pelos atributos de guerreiro e protetor. Conhecido por transformar o impossível em realidade, ele atrai muitos devotos. Exemplo é a auxiliar de farmácia Juliana Almeida, 31 anos, que há exatamente um mês mudou-se para o bairro Cidade São Jorge. Ela revela a dificuldade para encontrar casa no local. “Deu tudo errado. Cheguei a ficar doente por conta disso e, depois de pedir com muita fé, São Jorge me atendeu. Encontrei a casa que estou morando, no bairro que leva o nome dele. Hoje, no dia do santo que acredito desde os 9 anos de idade, completo um mês de casa nova”, comemora.

A Paróquia São Jorge dará continuidade às celebrações dedicadas ao santo guerreiro até o dia 6 de maio. Com barracas de comidas e bebidas que lembram as quermesses juninas, a festa acontece todo sábado e domingo, a partir das 19h30, na Travessa Mauá, 121.

 

RIO DE JANEIRO

Milhares de fiéis se aglomeraram nas duas principais igrejas de São Jorge no Rio de Janeiro ontem, feriado no Estado. As festividades contaram com missas, procissões, shows de samba e até mesmo feijoada em homenagem ao santo.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;