Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de S.Bernardo convoca sessão e terá de analisar pedidos de cassação

Advogada solicitou impeachment de Morando e Mario de Abreu; tendência é pela rejeição


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/06/2020 | 00:02


A Câmara de São Bernardo volta hoje a realizar sessão e terá de discutir dois pedidos de cassação, um contra o prefeito Orlando Morando (PSDB) e outro contra o vereador afastado Mario de Abreu (PDT). As duas solicitações foram feitas pela advogada Silmara Cristiane da Silva Pompolio.

Os trabalhos foram convocados pelo presidente Juarez Tudo Azul (PSDB) a partir das 10h, em sessão presencial e sem público – a casa poderia recorrer ao expediente da plenária on-line, mas abriu mão desse artifício. Apenas um projeto chegou à casa, que trata de modificação da gestão orçamentária durante a pandemia do novo coronavírus, mas o comentário é o de que outros três sejam endereçados ao Legislativo em regime de urgência.

Entretanto, antes da apreciação dos projetos de lei, a mesa diretora precisará deliberar sobre os pedidos de impeachment. A tendência é a de que ambos sejam rejeitados.

A solicitação de cassação de Morando se baseia na demora na entrega do Hospital de Urgência, localizado no Centro. O equipamento era para ter sido entregue até março, mas só foi aberto em maio.

Na visão da advogada, Morando protelou deliberadamente a entrega do hospital, sob alegação de necessitar de recursos federais para conclui-lo, a despeito de ter aumentado gastos com comissionados e publicidade. Ela avaliou que houve retardo premeditado da obra para “pressionar” a União. “Quantos morreram pela não conclusão do Hospital de Urgência?”, indagou. Para Silmara, houve improbidade administrativa no caso.

Sobre Mario de Abreu, a advogada criticou a morosidade do Legislativo em decidir sobre o futuro do ex-tucano, alvo de operação policial ainda em 2017, quando era secretário de Meio Ambiente do governo Morando. Ele foi afastado da função de vereador em 2018 – tenta reverter o cenário na Justiça – e a Câmara sequer abriu procedimento de ética contra o atual pedetista. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;