Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Lotação no Mappin para ver a novidade

Vai nascer a televisão no Brasil. O povo procura a loja de departamentos onde um aparelho será instalado. Teve até quem escalasse os postes de ferro da Light


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

03/10/2020 | 00:01


Primórdios

Texto: Alexandre Takara

Antonio de Andrade lembra-me de que, no dia 18 de setembro de 1950, foi inaugurada a primeira emissora de televisão brasileira – a Tupi Canal 3 de São Paulo – propriedade do empresário Assis Chateaubriand.

Este é o milagre da memória. Uma lembrança evoca outra. Estava na Biblioteca Municipal Mário de Andrade na Capital, à Rua da Consolação. Lá nos encontrávamos eu e o Acylino Bellisomi. Éramos ratos de biblioteca. Galopávamos sobre textos. Ele, de Filosofia; eu, de Sociologia. De tempos em tempos, interrompíamos a leitura para um gole de café que a biblioteca nos oferecia de graça. Bons tempos aqueles. No saguão, perto da cafeteria, havia uma estátua, a de Minerva, a deusa grega de sabedoria. Lá, nos postávamos para descansar. E dialogar. 

Naquele dia, esticaríamos a permanência até à noite. Porque às 20h seria inaugurada a primeira rede televisiva no Brasil e queríamos assistir à primeira transmissão no Mappin. 

Descemos a Consolação, a Xavier de Toledo e quando nos aproximávamos, fomos surpreendidos, tão grande a concentração de curiosos. O espaço, entre a loja de departamento e o Teatro Municipal, lotadíssimo a ponto de prejudicar o trânsito. 

Buzinaço. Gente pendurada nos postes de ferro da Light. E outros tentando ver das escadarias do Teatro. 

Desistimos.

Mackenzistas e uspianos

Texto: Milton Parron

Eles nunca se deram bem e as divergências tinham origem ideológica, ou seja, os estudantes da Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo eram esquerdistas radicais e os do Mackenzie estavam alinhados com a centro-direita. 

Para azedar ainda mais as relações, eram vizinhos de prédio, frente a frente, na Rua Maria Antônia no bairro da Consolação. 

Se suportavam, até o dia 2 de outubro de 1968 quando alguns estudantes da Filosofia USP resolveram promover um pedágio nas proximidades da escola com a finalidade de arrecadar fundos para participarem de mais um evento promovido pela UNE – União Nacional dos Estudantes. 

Os “mackenzistas” não gostaram do pedágio vizinho e começaram a atirar ovos nos “uspianos”. 

Repentinamente uma chuva de pedras, coquetéis Molotov e até tiros transformaram a região em zona de guerra enquanto a polícia observava a uma certa distância aguardando o momento certo para entrar na batalha. 

O saldo foi trágico, o estudante secundarista do colégio Marina Cintra que fica nas imediações, aos 20 anos de idade, acabou morto com um tiro na cabeça, outros três foram baleados e dezenas receberam ferimentos menos graves. 

Esse episódio que passou para a história como Batalha da Maria Antônia será o tema do programa Memória neste final de semana, com farto material de arquivo além de depoimentos de vários personagens daquele episódio que tarjou de negro a vida acadêmica das duas escolas no ano de 1968.

NOTA DA MEMÓRIA – Novato na reportagem geral, Milton Parron estava naquela cobertura ao lado do saudoso jornalista Reali Junior. 

Comenta Parron, ao enviar o texto de hoje:

O episódio ocorreu há exatos 52 anos. A mim, particularmente, bastante emocionante.

 O companheiro Reali Junior é uma figura que faz falta no mundo de hoje pela competência, honestidade, lealdade e amizade despretensiosa para com todos, não importando o cargo.

 As bombas de efeito moral, a gritaria, os rojões espocando a nossos pés, correria, esse cenário se alojou em definitivo em minha memória.

EM PAUTA - Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9). “A batalha da Rua Maria Antonia”. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 22h (ou logo após o futebol), com reprise amanhã, domingo, às 5h. Na Internet: www.radiobandeirantes.com.br .

Diário há meio século

Sábado, 3 de outubro de 1970 – ano 13, edição 1349

Manchete – Terror ataca na Argentina.

Movimento Sindical – Químicos do ABC: situação vence; reeleito presidente Jaime Câmara Cajueiro.

Atletismo – Troféu Bandeirantes começa no Estádio Municipal de Santo André, o futuro Bruno Daniel.

Vôlei Feminino – Randi, de Santo André, 3 x 0 Taubaté.

Em 3 de outubro de..

1930 - Começa a revolução liderada por Getúlio Vargas. É o início do fim da Velha República. O paulista Washington Luiz, presidente eleito, não tomará posse.

1950 - Getúlio Vargas eleito presidente da República.

1960 - Jânio Quadros eleito presidente da República.

1985 – 50º Jogos Abertos do Interior em Santo André. Apenas duas cidades estão fora: Taquaritinga e Orlândia não participam do desfile de abertura e são desclassificadas; mas outras 126 participam.

 As disputas começam no Sesi, com provas de atletismo e judô.

Hoje

Dia do Cirurgião-Dentista Latino-Americano

Dia do Petróleo Brasileiro. Lembra a instituição da Petrobrás, em 1953. No mundo a data é comemorada em 29 de setembro.

Santos do Dia

Dionísio Areopagita

Maria Josefa Rossello

Beatos mártires do Brasil: André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, presbíteros, e companheiros.

Columba José Marmion. Bem-aventurado: 1858-1923. Fundou a Congregação Belga da Anunciação

GERALDO DE BROGNE.Abade. Nasceu e viveu em Namur, na Bélgica, entre o final do século IX e início do século X



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;