Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Fernanda Montenegro entra na dança


Ana Clara Werneck
Da TV Press

06/01/2008 | 07:02


Fernanda Montenegro se sente revivendo os velhos tempos, nos quais as pessoas se apaixonavam ao ritmo de danças latinas. Para se preparar para sua próxima personagem, a Iraci da minissérie Queridos Amigos, a atriz está tendo aulas de mambo com Carlinhos de Jesus.

Há pouco mais de um mês, ela vai à academia do dançarino, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde passa uma hora. Nela, Fernanda transforma-se em Iraci, a mulher exuberante e apaixonada criada pela autora Maria Adelaide Amaral. “Quando eu era uma jovem casadoura, dançava muito. Mas não foi difícil voltar a dar uns passinhos. Não se esquece este tipo de coisa”, garante.

A opinião de Fernanda é compartilhada por Carlinhos, que admite ter “tremido na base” na primeira aula. “Ela já veio semi-pronta, com um perfil traçado da personagem. Só coloquei a cereja no bolo, ela é pé-de-valsa”, derrete-se.

Quando o assistente do dançarino, Cris Brasil, coloca o CD para tocar, Fernanda começa a cantar a letra de um tango. Apesar de o casal Iraci e Alberto, vivido por Juca de Oliveira, ser especializado em mambo, eles também dançarão o ritmo argentino em cena.

Carlinhos se preocupa, pois o tango precisa de uma coreografia bem marcada. Por enquanto, o professor tem ido a São Paulo, onde Juca mora, para dar-lhe aulas.

Os atores ainda não dançaram juntos, o que só vai acontecer na época das gravações deste núcleo, em meados de janeiro. “Ela e o namorado vão a bailes da terceira idade. Há preconceito contra idosos que dançam, mas a trama abordará com mais ênfase outras questões”, esclarece Fernanda, que emenda explicando que a minissérie focará no afeto de um grupo de amigos que se conheceu nos anos 1970.

Alberto será um homem preso a um casamento desgastado com Teresa, de Aracy Balabanian. Ele e Iraci se apaixonam, mas ela o desencoraja a separar-se. “Minha personagem o ama verdadeiramente, mas é muito pragmática. Não quer acordar com um homem roncando a seu lado”, conta. A dança, para o casal, é um ritual íntimo, sensual.

DE OLHOS FECHADOS - Fernanda se deixa levar, de olhos fechados, nos braços de Carlinhos, enquanto toca a música lenta. Mas logo pede a Cris que ponha um mambo. “Vamos dar uma agitada!”, exclama ela, que jura não se cansar com a batida vigorosa de Mambo nº 5, de Lou Bega.

“Iraci é muito alegre, embora tenha uma história marcada de dramas. Ela diz que o melhor da vida é dançar”, explica ela. As tristezas que Iraci passa são por causa de sua filha, Bia, de Denise Fraga, torturada durante a ditadura.

Após mais algumas canções, Fernanda pede novo intervalo. A atriz, Carlinhos e Cris conversam: ela conta que nos anos 1940 era do casting da mesma rádio que a cantora Elizeth Cardoso. Empolgada, cantarola Vida de Bailarina. A prosa dura mais alguns minutos, até que Fernanda avisa: “Já acabamos por hoje, né?”. Ele concorda. Antes de sair, ela confessa, baixinho: “Ele é um mestre.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;