Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Pintado diz que tentou
de tudo no Santo André


Carlos Tadeu
Especial para o Diário

20/02/2011 | 07:20


Foi inevitável. A queda do técnico Pintado era esperada após a goleada (4 a 0) imposta pelo Paulista diante do Santo André, em pleno Bruno Daniel. O time foi muito mal e segue sem saber o que é vitória no Paulistão, após nove rodadas.

"Não acredito em azar ou sorte. Futebol é competência. Tentamos de tudo, mas perdemos a confiança e a alegria de jogar" declarou Pintado.

"Não fomos enganados. Tudo sempre foi muito claro no Santo André, entre jogadores, comissão técnica e diretoria. Sabíamos das dificuldades. Lamento sobre os resultados que não conseguimos. Saio muito chateado. Agora, precisa alguém de cabeça fresca para tentar reverter essa situação", completou o ex-comandante.

Na quarta-feira, na partida de volta da Copa do Brasil contra o Naviraiense, em casa, a equipe será comandada pelo interino Sandro Gaúcho. No entanto, existe a possibilidade de o ídolo do Ramalhão ser efetivado no cargo.

O diretor de futebol Juraci Catarino falou sobre a mudança no comando técnico.

"O Pintado não conseguiu implantar sua filosofia e os resultados não vieram. Depois desse placar vexatório em casa, entendemos que o mais correto era mudar. Quem assume o cargo contra o Naviraiense é o Sandro Gaúcho, que vem realizando bom trabalho há algum tempo por onde passou e merece uma oportunidade como técnico do Santo André", comentou o dirigente.

"A partir de segunda-feira, vamos avaliar melhor para pensar em um novo nome ou na manutenção do Sandro (Gaúcho)", finalizou Juraci Catarino.

Sandro Gaúcho, que já dirigiu o Santo André em outras oportunidades, espera poder ajudar a tirar o time desta incômoda situação.

 "As oportunidades surgem quando menos imaginamos. Sentimos muito a saída do Pintado, que é um bom profissional e tentou de tudo. Vamos trabalhar para tentar reverter essa situação complicada", emendou o ex-atacante do Ramalhão.

"Conheço bem o grupo porque estamos trabalhando direto em todos os aspectos. Precisamos de mudança de atitude. Todos terão oportunidade. Primeiramente, vamos em busca da classificação na Copa do Brasil. Depois desse jogo de quarta-feira, vamos analisar sobre o futuro do time no Campeonato Paulista", completou Sandro Gaúcho.

No primeiro jogo contra o Naviraiense pela competição nacional, o Santo André venceu por 2 a 1 no Mato Grosso do Sul e pode até perder por 1 a 0 em casa que mesmo assim conseguirá a classificação à próxima fase.

Treinador cai após a goleada de 4 a 0

No reencontro do Santo André com a torcida no Estádio Bruno Daniel, o time foi mal e sofreu goleada do Paulista por 4 a 0, ontem, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O técnico Pintado não resistiu ao vexame e foi demitido. Sandro Gaúcho assume o comando da equipe, que segue na zona de rebaixamento (18º), com seis pontos, e é a única que ainda não venceu na competição.

O Paulista, que alcançou o oitavo lugar, com 12 pontos, aproveitou o desespero do Santo André, começou melhor e abriu o marcador logo aos cinco minutos, com um golaço de Barboza. O meia tabelou com Hernane e colocou no ângulo esquerdo de Neneca: 1 a 0.

A primeira chance do Ramalhão surgiu aos 12 minutos. Allan foi lançado na direita e bateu. A zaga cortou e a bola sobrou para o estreante Adriano, que desperdiçou ao mandar longe. Para piorar, aos 32, o Paulista marcou outro. Hernane ficou na cara de Neneca e fuzilou: 2 a 0.

No fim, o Santo André, que não se encontrava em campo, por pouco não diminuiu com Allan, que tocou por cima do gol.

Quem assustou primeiro no segundo tempo foram os visitantes, em cobrança de falta de Baiano, defendida por Neneca. Aos 13, o time de Jundiaí teve outra chance, novamente com a dupla Hernane e Barboza, que parou no goleiro. O Ramalhão tentou diminuir em chute de Aloísio, bem defendido por Cristiano.

Mais objetivo, o Paulista fez o terceiro aos 21 minutos. João Paulo bateu de fora da área, a bola desviou na zaga e encobriu Neneca: 3 a 0.

Até o fim, o Santo André pouco fez para, ao menos, diminuir o placar. Aos 42, o time de Jundiaí fechou a goleada em cobrança de pênalti de Guigov: 4 a 0. Vanderlei ainda acertou a trave e quase aumentou o vexame.

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;