Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Contra boca de urna e compra de votos, PF vai usar 100 drones nas eleições



27/10/2020 | 11:06


A Polícia Federal (PF) vai usar mais de 100 drones para sobrevoar as principais zonas eleitorais do Brasil e identificar crimes como boca de urna, compra de votos e transporte de eleitores durante as eleições 2020. Equipes de diferentes Estados testam os dispositivos nesta semana, sendo que os mesmos serão alocados em municípios estratégicos nas datas do pleito.

Segundo a corporação, os drones possuem câmeras com mecanismo de aproximação para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, com imagens de alta nitidez. "As imagens capturadas serão transmitidas a uma equipe da Polícia Federal que estará preparada para monitorar toda as eleições e adotar as medidas cabíveis diante de atividades suspeitas. Assim, diante de algum flagrante de crime eleitoral, policiais se deslocarão, imediatamente, para o local indicado para prender os suspeitos, que serão conduzidos para a delegacia, onde serão tomadas as providências pertinentes", informou a PF em nota.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Contra boca de urna e compra de votos, PF vai usar 100 drones nas eleições


27/10/2020 | 11:06


A Polícia Federal (PF) vai usar mais de 100 drones para sobrevoar as principais zonas eleitorais do Brasil e identificar crimes como boca de urna, compra de votos e transporte de eleitores durante as eleições 2020. Equipes de diferentes Estados testam os dispositivos nesta semana, sendo que os mesmos serão alocados em municípios estratégicos nas datas do pleito.

Segundo a corporação, os drones possuem câmeras com mecanismo de aproximação para identificar suspeitos, placas de veículos, entregas de santinhos e situações de compra de votos, com imagens de alta nitidez. "As imagens capturadas serão transmitidas a uma equipe da Polícia Federal que estará preparada para monitorar toda as eleições e adotar as medidas cabíveis diante de atividades suspeitas. Assim, diante de algum flagrante de crime eleitoral, policiais se deslocarão, imediatamente, para o local indicado para prender os suspeitos, que serão conduzidos para a delegacia, onde serão tomadas as providências pertinentes", informou a PF em nota.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;