Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Lucas e mãe descansam após transplante de medula

Estudante de Ribeirão Pires passa bem e aguarda 'pega' da medula, que leva até 20 dias


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

19/11/2011 | 07:00


A batalha pela vida do estudante de Ribeirão Pires Lucas Guizzardi, 10 anos, continua mesmo após a conclusão do transplante. Por dois dias foi realizada a infusão da nova medula óssea. Após o procedimento, ontem, o dia foi de descanso para o menino e a mãe. "Ele reagiu bem e agora é esperar a ‘pega' da medula", afirmou a técnica em gesso hospitalar Rosimar Guizzardi, 37.

A ‘pega', ou o momento em que a medula passa a produzir células sanguíneas em quantidade suficiente, pode demorar até 20 dias para ocorrer. O tempo varia para cada paciente. A partir daí, Lucas estará curado da leucemia linfoide aguda, tipo de câncer no sangue que tem desde os 5 anos.

Rosimar é a grande companheira do filho nesse momento de espera. É ela quem responde os vários recadinhos que Lucas recebe em seu perfil na rede social Facebook. "Leio todos para ele, que fica feliz e agradece o carinho." Lucas promete voltar logo mais à internet e a seu notebook, presente do goleiro Aranha, do Santos Futebol Clube.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lucas e mãe descansam após transplante de medula

Estudante de Ribeirão Pires passa bem e aguarda 'pega' da medula, que leva até 20 dias

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

19/11/2011 | 07:00


A batalha pela vida do estudante de Ribeirão Pires Lucas Guizzardi, 10 anos, continua mesmo após a conclusão do transplante. Por dois dias foi realizada a infusão da nova medula óssea. Após o procedimento, ontem, o dia foi de descanso para o menino e a mãe. "Ele reagiu bem e agora é esperar a ‘pega' da medula", afirmou a técnica em gesso hospitalar Rosimar Guizzardi, 37.

A ‘pega', ou o momento em que a medula passa a produzir células sanguíneas em quantidade suficiente, pode demorar até 20 dias para ocorrer. O tempo varia para cada paciente. A partir daí, Lucas estará curado da leucemia linfoide aguda, tipo de câncer no sangue que tem desde os 5 anos.

Rosimar é a grande companheira do filho nesse momento de espera. É ela quem responde os vários recadinhos que Lucas recebe em seu perfil na rede social Facebook. "Leio todos para ele, que fica feliz e agradece o carinho." Lucas promete voltar logo mais à internet e a seu notebook, presente do goleiro Aranha, do Santos Futebol Clube.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;