Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Policiais passam por estágio de atualização com duração de 3 dias

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Durante esse período, agentes têm instrução
de tiro e teste físico, além de atualização de leis


Yara Ferraz
do Diário do Grande ABC

17/11/2014 | 07:07


Todos os anos, os policiais militares que estão na ativa precisam fazer estágio de atualização profissional. O processo dura três dias e consiste em treinamento de tiro, teste físico e atualização de normas.
Até 2012, a atualização do treinamento levava uma semana, porém, esse tempo foi reduzido para três dias. Todavia, o período das aulas é integral, o que não acontecia antes.
Conforme explicou o porta-voz da PM (Polícia Militar) Emerson Massera, a atualização é composta por treinamento de posições de acordo com o Método Giraldi, que prega o tiro defensivo. “O policial vai atirar deitado, por cima de um muro, agachado, para que sejam treinadas aptidão e pontaria. Já o teste físico consiste em exercícios, como abdominais e barra”, disse.
Além disso, o agente também é atualizado sobre mudanças na lei e em procedimentos. “São aplicadas aulas teóricas por professores, relacionadas a procedimentos que sofreram mudanças ou até mesmo atualizações da lei. Ele tem um dia só para essas instruções.”
O policial que não se sai bem no treinamento não corre o risco de ser afastado e nem muda de função. O desempenho, no entanto, pode prejudicar futuras promoções e, se a nota for muito baixa, o profissional é obrigado a refazer o teste. “Pode ser que o policial tenha aumento de patente negado por causa dessa nota baixa, mas ele não é retirado das ruas”, disse Massera.
Além desse treinamento, o profissional também passa por constante atualização no dia a dia, conforme o porta-voz. “Todos os dias tem a instrução continuada de comando, que é quando a diretoria põe no papel o que precisa ser feito e a interpretação desse conteúdo é cobrada. Além disso, eles também passam por treinamento surpresa, quando são chamados para simular determinado tipo de ocorrência e são orientados nos pontos em que estão agindo errado”, declarou Massera.
Os policiais do Grande ABC passam pela atualização de tiros no 10º Batalhão da PM, localizado no Jardim Santo André. Desde janeiro, o local conta com dois estandes de tiro devidamente equipados, cobertos e separados.
A estrutura possibilita que o curso para os policiais da região ocorra em Santo André mesmo, sem o deslocamento para a Escola de Soldados, em Pirituba (São Paulo).
“O nosso intuito é que o teste físico, que atualmente é realizado nas companhias, também seja feito aqui. Isso vai acontecer após reforma no campo de futebol”, disse o responsável pelo treinamento dos alunos, capitão Everaldo Zuliani.

Especialista em segurança acredita que tempo é suficiente

De acordo com o especialista em Segurança pública e privada Jorge Lordello, o período de três dias por ano para atualização dos policiais militares é suficiente. Ele acredita que as instruções diárias auxiliam o policial a exercer sua função com formação suficiente.

“Já é hábito nos quartéis e batalhões ter sempre uma sala de aula, ou seja, a PM (Polícia Militar) investe em formação, cursos e palestras, além dessa reciclagem. No próprio cotidiano, o policial vai aprendendo as atualizações dos procedimentos e da legislação”, disse.

Lordello também comparou o estágio de atualização profissional dos policiais com o dos vigilantes particulares. “Para esse vigilante que trabalha armado, a maioria em empresas particulares, é exigido curso de atualização profissional a cada dois anos, e ele até precisaria mais que o policial militar. Três dias por ano é um tempo razoável para isso, acho que o Estado tem investido nessa formação.”
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Policiais passam por estágio de atualização com duração de 3 dias

Durante esse período, agentes têm instrução
de tiro e teste físico, além de atualização de leis

Yara Ferraz
do Diário do Grande ABC

17/11/2014 | 07:07


Todos os anos, os policiais militares que estão na ativa precisam fazer estágio de atualização profissional. O processo dura três dias e consiste em treinamento de tiro, teste físico e atualização de normas.
Até 2012, a atualização do treinamento levava uma semana, porém, esse tempo foi reduzido para três dias. Todavia, o período das aulas é integral, o que não acontecia antes.
Conforme explicou o porta-voz da PM (Polícia Militar) Emerson Massera, a atualização é composta por treinamento de posições de acordo com o Método Giraldi, que prega o tiro defensivo. “O policial vai atirar deitado, por cima de um muro, agachado, para que sejam treinadas aptidão e pontaria. Já o teste físico consiste em exercícios, como abdominais e barra”, disse.
Além disso, o agente também é atualizado sobre mudanças na lei e em procedimentos. “São aplicadas aulas teóricas por professores, relacionadas a procedimentos que sofreram mudanças ou até mesmo atualizações da lei. Ele tem um dia só para essas instruções.”
O policial que não se sai bem no treinamento não corre o risco de ser afastado e nem muda de função. O desempenho, no entanto, pode prejudicar futuras promoções e, se a nota for muito baixa, o profissional é obrigado a refazer o teste. “Pode ser que o policial tenha aumento de patente negado por causa dessa nota baixa, mas ele não é retirado das ruas”, disse Massera.
Além desse treinamento, o profissional também passa por constante atualização no dia a dia, conforme o porta-voz. “Todos os dias tem a instrução continuada de comando, que é quando a diretoria põe no papel o que precisa ser feito e a interpretação desse conteúdo é cobrada. Além disso, eles também passam por treinamento surpresa, quando são chamados para simular determinado tipo de ocorrência e são orientados nos pontos em que estão agindo errado”, declarou Massera.
Os policiais do Grande ABC passam pela atualização de tiros no 10º Batalhão da PM, localizado no Jardim Santo André. Desde janeiro, o local conta com dois estandes de tiro devidamente equipados, cobertos e separados.
A estrutura possibilita que o curso para os policiais da região ocorra em Santo André mesmo, sem o deslocamento para a Escola de Soldados, em Pirituba (São Paulo).
“O nosso intuito é que o teste físico, que atualmente é realizado nas companhias, também seja feito aqui. Isso vai acontecer após reforma no campo de futebol”, disse o responsável pelo treinamento dos alunos, capitão Everaldo Zuliani.

Especialista em segurança acredita que tempo é suficiente

De acordo com o especialista em Segurança pública e privada Jorge Lordello, o período de três dias por ano para atualização dos policiais militares é suficiente. Ele acredita que as instruções diárias auxiliam o policial a exercer sua função com formação suficiente.

“Já é hábito nos quartéis e batalhões ter sempre uma sala de aula, ou seja, a PM (Polícia Militar) investe em formação, cursos e palestras, além dessa reciclagem. No próprio cotidiano, o policial vai aprendendo as atualizações dos procedimentos e da legislação”, disse.

Lordello também comparou o estágio de atualização profissional dos policiais com o dos vigilantes particulares. “Para esse vigilante que trabalha armado, a maioria em empresas particulares, é exigido curso de atualização profissional a cada dois anos, e ele até precisaria mais que o policial militar. Três dias por ano é um tempo razoável para isso, acho que o Estado tem investido nessa formação.”
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;