Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo e Volta Redonda ficam no empate sem gols


Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

14/12/2009 | 07:00


O empate sem gols entre São Bernardo e Volta Redonda, na manhã de ontem, no Estádio 1º de Maio, serviu apenas para medir o potencial do representante do Grande ABC na Série A-2 do Campeonato Paulista. Como era de se esperar, as duas equipes atuaram de breque puxado. Isso do começo ao fim. Nem seria mesmo possível cobrar algo mais de quem - de um ou de outro lado - corria em ritmo de câmera lenta. "É só para destravar as pernas", observava Diogo, que viu tudo lá das tribunas. O atacante, que se recuperou recentemente de uma contratura na coxa direita, não tinha condições físicas de encarar o primeiro teste.

No vestiário, o técnico Luciano Dias, realista ao analisar as imagens preliminares protagonizadas pelo Tigre, recorria ao mesmo argumento de Diogo para justificar o que viu em campo. Segundo ele, não seria coerente exigir mais do que o corpo responderia às vésperas de o time iniciar o calendário oficial de 2010. "O embalo, o fôlego, a pegada ideal e o entrosamento, enfim, são itens importantíssimos, mas que virão naturalmente", prevê.

Na opinião de Luciano Dias, o resultado é o que menos interessa em determinadas circunstâncias. Portanto, o zero a zero de ontem nada significou, acredita, no contexto das possíveis avaliações. "O que vale, penso, é a força do grupo que você monta para buscar mais do que uma simples presença no campeonato. Queremos o título e o acesso. Não tem essa de simples participar para ver o que acontece. Aqui, procuramos implantar uma filosofia vencedora", avisa.

É verdade que faltaram os gols diante do Volta Redonda. Os cariocas, amarrados na troca de passes, a exemplo do Tigre, também pouco atacaram. No entanto, o atual esquema de Luciano Dias projeta bons duelos na briga pelas diferentes posições, como Adan ou Niander na lateral-direita, Wagnão ou Júnior na zaga, Daniel ou Rincon (levou uma pancada no joelho direito), Floriano ou Reinaldo e Nenê ou Dewide no meio-campo - só para citar algumas alterações de ontem. O volante Dirceu, ex-Santo André e um dos heróis na conquista histórica da Copa do Brasil de 2004, que saiu temporariamente de combate para se tratar de um problema dentário, é um dos nomes assegurados no quadrado. Aguardem e verão como Floriano e Gobatto vão ditar o ritmo e a velocidade no setor . Luciano Dias igualmente investe - sem nenhum receio de errar - no equilíbrio do xerife Rafael Silva e nos avanços do ala Mendes pela esquerda. Na frente, é só deixar o matador Ney Mineiro e o experiente Luciano Bebê na cara dos goleiros rivais. Ao completar cinco anos de existência do clube, os Montemor - Edinho e Edgard - têm motivos de sobra para comemorar o salto do Tigre.

 

Clube apresenta Marcelo Bonan e Nena

A diretoria do São Bernardo apresenta hoje, às 14h, no Clube da Volks, o goleiro Marcelo Bonan e o atacante Nena (estava emprestado ao Vila Nova-GO). O primeiro chega bem credenciado pelo currículo de quem já vestiu a camisa do Santo André. O segundo é uma das apostas do técnico Luciano Dias.

Assim, Bonan e Nena se juntarão aos demais reforços do Tigre para 2010. Antes, vieram os zagueiros Wagnão e Rafael Silva, o lateral-esquerdo Mendes, os meias Nenê, Luciano Bebê e Leandro Gobatto, além do atacante Diogo - entre outros clubes do futebol brasileiro, este defendeu o Flamengo na temporada 2004. "Você nunca fecha o ciclo de contratações na véspera de um campeonato. Aos poucos, a gente vê se precisa preencher uma vaga aqui ou ali", disse Luciano Dias. "Prefiro que sobrem alternativas na hora de escalar. É aquilo que um treinador chama de bons problemas", disse.

O comandante irá testar o Tigre de novo na quarta-feira, às 15h30, agora diante do XV de Piracicaba, no Estádio do Capivariano. Possivelmente sem Rincon, que sofreu uma pancada no joelho direito e será reexaminado hoje pelo departamento médico, Dias vai repetir a base titular e as opções utilizadas contra o Volta Redonda: Anderson; Adans (Niander), Júnior (Wagnão), Rafael Silva e Mendes; Rincon (Daniel), Floriano (Reinaldo), Gobatto e Nenê; Luciano Bebê (Raul) e Ney Mineiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo e Volta Redonda ficam no empate sem gols

Nelson Cilo
Do Diário do Grande ABC

14/12/2009 | 07:00


O empate sem gols entre São Bernardo e Volta Redonda, na manhã de ontem, no Estádio 1º de Maio, serviu apenas para medir o potencial do representante do Grande ABC na Série A-2 do Campeonato Paulista. Como era de se esperar, as duas equipes atuaram de breque puxado. Isso do começo ao fim. Nem seria mesmo possível cobrar algo mais de quem - de um ou de outro lado - corria em ritmo de câmera lenta. "É só para destravar as pernas", observava Diogo, que viu tudo lá das tribunas. O atacante, que se recuperou recentemente de uma contratura na coxa direita, não tinha condições físicas de encarar o primeiro teste.

No vestiário, o técnico Luciano Dias, realista ao analisar as imagens preliminares protagonizadas pelo Tigre, recorria ao mesmo argumento de Diogo para justificar o que viu em campo. Segundo ele, não seria coerente exigir mais do que o corpo responderia às vésperas de o time iniciar o calendário oficial de 2010. "O embalo, o fôlego, a pegada ideal e o entrosamento, enfim, são itens importantíssimos, mas que virão naturalmente", prevê.

Na opinião de Luciano Dias, o resultado é o que menos interessa em determinadas circunstâncias. Portanto, o zero a zero de ontem nada significou, acredita, no contexto das possíveis avaliações. "O que vale, penso, é a força do grupo que você monta para buscar mais do que uma simples presença no campeonato. Queremos o título e o acesso. Não tem essa de simples participar para ver o que acontece. Aqui, procuramos implantar uma filosofia vencedora", avisa.

É verdade que faltaram os gols diante do Volta Redonda. Os cariocas, amarrados na troca de passes, a exemplo do Tigre, também pouco atacaram. No entanto, o atual esquema de Luciano Dias projeta bons duelos na briga pelas diferentes posições, como Adan ou Niander na lateral-direita, Wagnão ou Júnior na zaga, Daniel ou Rincon (levou uma pancada no joelho direito), Floriano ou Reinaldo e Nenê ou Dewide no meio-campo - só para citar algumas alterações de ontem. O volante Dirceu, ex-Santo André e um dos heróis na conquista histórica da Copa do Brasil de 2004, que saiu temporariamente de combate para se tratar de um problema dentário, é um dos nomes assegurados no quadrado. Aguardem e verão como Floriano e Gobatto vão ditar o ritmo e a velocidade no setor . Luciano Dias igualmente investe - sem nenhum receio de errar - no equilíbrio do xerife Rafael Silva e nos avanços do ala Mendes pela esquerda. Na frente, é só deixar o matador Ney Mineiro e o experiente Luciano Bebê na cara dos goleiros rivais. Ao completar cinco anos de existência do clube, os Montemor - Edinho e Edgard - têm motivos de sobra para comemorar o salto do Tigre.

 

Clube apresenta Marcelo Bonan e Nena

A diretoria do São Bernardo apresenta hoje, às 14h, no Clube da Volks, o goleiro Marcelo Bonan e o atacante Nena (estava emprestado ao Vila Nova-GO). O primeiro chega bem credenciado pelo currículo de quem já vestiu a camisa do Santo André. O segundo é uma das apostas do técnico Luciano Dias.

Assim, Bonan e Nena se juntarão aos demais reforços do Tigre para 2010. Antes, vieram os zagueiros Wagnão e Rafael Silva, o lateral-esquerdo Mendes, os meias Nenê, Luciano Bebê e Leandro Gobatto, além do atacante Diogo - entre outros clubes do futebol brasileiro, este defendeu o Flamengo na temporada 2004. "Você nunca fecha o ciclo de contratações na véspera de um campeonato. Aos poucos, a gente vê se precisa preencher uma vaga aqui ou ali", disse Luciano Dias. "Prefiro que sobrem alternativas na hora de escalar. É aquilo que um treinador chama de bons problemas", disse.

O comandante irá testar o Tigre de novo na quarta-feira, às 15h30, agora diante do XV de Piracicaba, no Estádio do Capivariano. Possivelmente sem Rincon, que sofreu uma pancada no joelho direito e será reexaminado hoje pelo departamento médico, Dias vai repetir a base titular e as opções utilizadas contra o Volta Redonda: Anderson; Adans (Niander), Júnior (Wagnão), Rafael Silva e Mendes; Rincon (Daniel), Floriano (Reinaldo), Gobatto e Nenê; Luciano Bebê (Raul) e Ney Mineiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;