Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 4 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

ACM: FHC está contra o povo ao nao pôr o Exército nas ruas


Do Diário do Grande ABC

28/05/2000 | 17:16


O presidente do Congresso Nacional, senador Antonio Carlos Magalhaes, disse, em Feira de Santana, que o presidente Fernando Henrique Cardoso está contra o povo quando se recusa a colocar as Forças Armadas nas ruas para combater a violência. "O presidente Fernando Henrique está inteiramente errado neste sentido. Nao é normal ter 350 mil homens das forças armadas fazendo educaçao física. Eles têm que ir às ruas para dar segurança à populaçao. Custa muito caro à populaçao pagar às Forças Armadas", disse Antônio Carlos, segundo informou sua assessoria de imprensa.

O senador fez as declaraçoes quando participava, com o governador César Borges, da inauguraçao do Mercado de Arte Popular de Feira de Santana, nesse sábado.

ACM aconselhou ao presidente ouvir o povo e o Congresso, e mudar de opiniao. "Ele está contra o povo neste caso. Ele tem que mudar a mentalidade. Acho que a tese dele pode ser até majoritária no Exército, mas nao é majoritária no povo. O povo quer segurança, quer poder ir às ruas, transitar sem ser importunado por seqüestros, roubos e assaltos".

Para o senador, as guerras modernas sao tecnológicas, e nao faz sentido manter um contingente tao grande nos quartéis. "Utilizar estes homens depois de treinados para defender o povo, dar segurança, combater o narcotráfico, acho que é dever do Estado". ACM sugeriu uma mudança das atribuiçoes das Forças Armadas em funçao da necessidade atual, por conta da sobrecarga que estao sofrendo as polícias militares.

"Se você nao muda as atribuiçoes das Forças Armadas, quando necessário, você vai ficar sempre por uma guerra que nao vai haver. Você nao vai ficar esperando uma guerra com os Estados Unidos ou com a Argentina", ironizou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;