Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitura de Ribeirão Pires amplia atendimento a moradores em situação de rua

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Com repasse dos governos Federal e Estadual, em parceria com a entidade ABASC, município estruturou novo serviço de abrigo temporário na cidade


Matheus Moreira
Especial para o Diário

13/08/2020 | 11:46


O prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira, visitou nesta quarta-feira (12) o novo serviço de abrigamento provisório a moradores em situação de rua da cidade. Com recursos do Estado e União, por meio de parceria com a Abasc (Associação Brasileira de Ação Social Cristã), a Prefeitura estruturou o espaço que ampliou a capacidade de atendimento a esse público neste período de combate à pandemia do coronavírus (Termo de Colaboração nº 336/2020).

O novo serviço, situado em Ouro Fino Paulista, abre 20 novos leitos para acolher os moradores em situação de rua. O acolhimento de moradores de rua já é realizado na Casa da Acolhida, situada na Quarta Divisão, que tem capacidade para o atendimento de até 40 pessoas.

Ontem, equipes da Secretaria de Saúde compareceram ao novo abrigo em Ouro Fino para realizar testagem de COVID-19 nos profissionais que prestarão atendimento no local. Para a estruturação do novo serviço, as equipes responsáveis já observaram cuidados contra o coronavírus como distanciamento entre as camas, disponibilização de álcool em gel e reforço na limpeza.

“O combate à pandemia exige de nós, gestores públicos, e de toda a sociedade novas ações para a proteção dos direitos de quem mais precisa. O novo serviço de acolhimento fortalece o trabalho que já fazemos no município. As equipes da assistência social seguem empenhadas para atender e orientar a população em vulnerabilidade”, afirmou o prefeito.

"Considerando que os riscos se intensificam neste período de frio, sobretudo com a epidemia do coronavírus, estamos unindo forças para atender essa população em situação de vulnerabilidade, reforçando as políticas públicas de assistência social da cidade", afirmou Elza Iwasaki, secretária de Assistência Social e Cidadania.
O abrigamento provisório será mantido, inicialmente, por seis meses. O atendimento no local acontecerá todos os dias da semana, das 19h às 7h - com receptivo, refeições, local para higiene dos moradores e dormitórios, bem como atendimento psicológico e social.

“É um prazer servir. Neste momento podemos unir forças, tanto Governo, quanto entidades. A ABASC tem por objetivo ser um braço dos gestores. Este é o nosso papel. Preparamos a casa para receber os moradores de forma aconchegante, nos colocando no lugar deles, prezando um bom acolhimento”, explicou Veranilda Guimarães, presidente da Associação.

O serviço conta, ainda, com o apoio do pastor Alex Pereira da Silva, que lidera ações sociais em sua igreja, no Centro Alto da cidade.

O novo espaço atenderá munícipes referenciados e encaminhados pelo Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social) da cidade, que fica na rua Batista Lion, 108 - Centro. Telefone: 4828-6434 - atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h.

A ampliação do serviço foi viabilizada por meio repasse emergencial de recursos federais, enviado aos municípios e estados em situação de calamidade pública (instituído pela Portaria nº 369/2020 para a execução de ações socioassistenciais e estruturação da rede do Sistema Único de Assistência Social – SUAS).
Além da ampliação dos serviços, o repasse também garante reforço ao trabalho da rede socioassistencial do município com compra de EPIs e de alimentos, prioritariamente ricos em proteína, para pessoas idosas atendidas por instituições parceiras da Prefeitura.

Ribeirão Pires também assinou Termo de Aceite junto ao Governo Estadual, recebendo doações de 20 camas e 20 colchões para novo abrigo provisório, além de repasse financeiro e orientações técnicas para estruturação do local. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitura de Ribeirão Pires amplia atendimento a moradores em situação de rua

Com repasse dos governos Federal e Estadual, em parceria com a entidade ABASC, município estruturou novo serviço de abrigo temporário na cidade

Matheus Moreira
Especial para o Diário

13/08/2020 | 11:46


O prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira, visitou nesta quarta-feira (12) o novo serviço de abrigamento provisório a moradores em situação de rua da cidade. Com recursos do Estado e União, por meio de parceria com a Abasc (Associação Brasileira de Ação Social Cristã), a Prefeitura estruturou o espaço que ampliou a capacidade de atendimento a esse público neste período de combate à pandemia do coronavírus (Termo de Colaboração nº 336/2020).

O novo serviço, situado em Ouro Fino Paulista, abre 20 novos leitos para acolher os moradores em situação de rua. O acolhimento de moradores de rua já é realizado na Casa da Acolhida, situada na Quarta Divisão, que tem capacidade para o atendimento de até 40 pessoas.

Ontem, equipes da Secretaria de Saúde compareceram ao novo abrigo em Ouro Fino para realizar testagem de COVID-19 nos profissionais que prestarão atendimento no local. Para a estruturação do novo serviço, as equipes responsáveis já observaram cuidados contra o coronavírus como distanciamento entre as camas, disponibilização de álcool em gel e reforço na limpeza.

“O combate à pandemia exige de nós, gestores públicos, e de toda a sociedade novas ações para a proteção dos direitos de quem mais precisa. O novo serviço de acolhimento fortalece o trabalho que já fazemos no município. As equipes da assistência social seguem empenhadas para atender e orientar a população em vulnerabilidade”, afirmou o prefeito.

"Considerando que os riscos se intensificam neste período de frio, sobretudo com a epidemia do coronavírus, estamos unindo forças para atender essa população em situação de vulnerabilidade, reforçando as políticas públicas de assistência social da cidade", afirmou Elza Iwasaki, secretária de Assistência Social e Cidadania.
O abrigamento provisório será mantido, inicialmente, por seis meses. O atendimento no local acontecerá todos os dias da semana, das 19h às 7h - com receptivo, refeições, local para higiene dos moradores e dormitórios, bem como atendimento psicológico e social.

“É um prazer servir. Neste momento podemos unir forças, tanto Governo, quanto entidades. A ABASC tem por objetivo ser um braço dos gestores. Este é o nosso papel. Preparamos a casa para receber os moradores de forma aconchegante, nos colocando no lugar deles, prezando um bom acolhimento”, explicou Veranilda Guimarães, presidente da Associação.

O serviço conta, ainda, com o apoio do pastor Alex Pereira da Silva, que lidera ações sociais em sua igreja, no Centro Alto da cidade.

O novo espaço atenderá munícipes referenciados e encaminhados pelo Creas (Centro de Referência Especializada de Assistência Social) da cidade, que fica na rua Batista Lion, 108 - Centro. Telefone: 4828-6434 - atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h.

A ampliação do serviço foi viabilizada por meio repasse emergencial de recursos federais, enviado aos municípios e estados em situação de calamidade pública (instituído pela Portaria nº 369/2020 para a execução de ações socioassistenciais e estruturação da rede do Sistema Único de Assistência Social – SUAS).
Além da ampliação dos serviços, o repasse também garante reforço ao trabalho da rede socioassistencial do município com compra de EPIs e de alimentos, prioritariamente ricos em proteína, para pessoas idosas atendidas por instituições parceiras da Prefeitura.

Ribeirão Pires também assinou Termo de Aceite junto ao Governo Estadual, recebendo doações de 20 camas e 20 colchões para novo abrigo provisório, além de repasse financeiro e orientações técnicas para estruturação do local. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;