Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Queda de arrecadação argentina é menor que prevista


Do Diário OnLine

03/04/2002 | 10:00


O governo argentino errou ao prever uma redução de 11% a 13% na arrecadação de impostos. O ministério da Economia anunciou nesta quarta-feira que a redução foi de 7,4% no mês de março, comparando-se ao mesmo mês de 2001.

De acordo com o ministério, o índice é favorável para a avaliação dos técnicos do Fundo Monetário Internacional (FMI) que estão desde segunda-feira no país.

No primeiro trimestre de 2002, a arrecadação de impostos caiu 16,1%. Mas, em março 3,1 bilhões de pesos ingressaram nos cofres do governo argentino.

Mesmo com esse pequeno sinal de melhora, a crise argentina causou recordes no número de empresas falidas. Os tribunais comerciais de Buenos Aires registraram 243 pedidos de concordatas e falências no mês de março.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;