Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Segredo forte e independente

Celso Luiz  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Rapper de Santo André lança primeiro disco
solo com diversos convidados especiais


Vinícius Castelli

28/05/2016 | 07:13


 Seu primeiro contato com o rap foi em 2003, ainda garoto, quando andava de skate. A música foi ganhando corpo em Leandro Costa até que, aos 16 anos, na escola, começou a frequentar ensaios de amigos que faziam hip hop. De lá para cá, mergulhou na arte e, desde então, ela faz parte de sua vida.
Conhecido no cenário cultural como Segredo, o artista de Santo André dá vida ao seu primeiro disco solo. Trabalho feito na raça, de forma independente, Assim Que Levo a Vida (R$ 10, em média) começou a ganhar esboço em 2013. As gravações se iniciaram em 2015 e agora o álbum pode ser degustado. O show de lançamento ainda não foi agendado, mas enquanto isso, quem quiser adquirir um exemplar do título pode entrar em contato com o artista por meio de seu Facebook (segredoleandro) ou pelo e-mail segredorap@gmail.com.
Em entrevista ao Diário, Segredo conta que o projeto foi desafiador e que ter feito de forma independente foi bom por poder ter dado o rumo que quis ao disco. “Dificuldade é conseguir pagar os custos”, reflete. “Fiz empréstimos para conseguir concluir. Outros pontos positivos foram o aprendizado, a experiência que se ganha e saber dar valor (ao trabalho), pois não foi fácil”, explica.
Linguagem que ganha cada vez mais força na região, o hip hop, que também tem como meta tirar as pessoas do lugar comum, abriu os horizontes para Segredo. “Abriu a cabeça, a forma de pensar e de ver as coisas. O respeito com as pessoas, principalmente em casa, e a postura para enfrentar as dificuldades”, diz. E o reflexo disso está escancarado na obra.
Assim Que Levo a Vida, terceiro título de Segredo – pois ele já havia participado de dois trabalhos com o grupo Reis da Praça – chega ilustrado por 11 composições autorais e com produção cuidadosa.
A inspiração para as músicas vem do cotidiano, “cada letra tem um momento, um estado de espírito”, diz o artista. Para ele, uma das ferramentas para que serve o disco é passar mensagem positiva para as pessoas. “Acredito muito no poder da música e a intenção é conseguir prender a atenção de alguém e fazer ela se sentir bem com o que ouviu.”
Quem É Que Pode?, por exemplo, tema que abre a obra, fala sobre os caminhos que podemos tomar na vida e de como se pode chegar ao que se quer quando há fé. Temas como Papadoq e Outra Laia (Remix) apresentam batidas pesadas.
O menu sonoro de Assim Que Levo a Vida apresenta diversas surpresas. Uma delas é a participação especial do rapper, também de Santo André, Arnaldo Tifu, que solta a rima na música A Cada Passo. Outro que marca presença é Rodrigo Piccolo, da banda Mato Seco, na faixa Quem É Que Pode?.
Segredo diz que esse processo, dos convidados, foi algo natural. “Todos já eram amigos. No começo nem tinha tanta participação, mas na hora de finalizar (o disco) fui chamando um e outro e fechamos assim”, diz. A lista conta com vários artistas. Entre eles está DJ B8, do Projeto Nave. Outro nome forte da região que dá mais brilho ainda ao trabalho é o compositor Enézimo, em Agradeça Mais (remix). Para escutar em alto e bom som.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Segredo forte e independente

Rapper de Santo André lança primeiro disco
solo com diversos convidados especiais

Vinícius Castelli

28/05/2016 | 07:13


 Seu primeiro contato com o rap foi em 2003, ainda garoto, quando andava de skate. A música foi ganhando corpo em Leandro Costa até que, aos 16 anos, na escola, começou a frequentar ensaios de amigos que faziam hip hop. De lá para cá, mergulhou na arte e, desde então, ela faz parte de sua vida.
Conhecido no cenário cultural como Segredo, o artista de Santo André dá vida ao seu primeiro disco solo. Trabalho feito na raça, de forma independente, Assim Que Levo a Vida (R$ 10, em média) começou a ganhar esboço em 2013. As gravações se iniciaram em 2015 e agora o álbum pode ser degustado. O show de lançamento ainda não foi agendado, mas enquanto isso, quem quiser adquirir um exemplar do título pode entrar em contato com o artista por meio de seu Facebook (segredoleandro) ou pelo e-mail segredorap@gmail.com.
Em entrevista ao Diário, Segredo conta que o projeto foi desafiador e que ter feito de forma independente foi bom por poder ter dado o rumo que quis ao disco. “Dificuldade é conseguir pagar os custos”, reflete. “Fiz empréstimos para conseguir concluir. Outros pontos positivos foram o aprendizado, a experiência que se ganha e saber dar valor (ao trabalho), pois não foi fácil”, explica.
Linguagem que ganha cada vez mais força na região, o hip hop, que também tem como meta tirar as pessoas do lugar comum, abriu os horizontes para Segredo. “Abriu a cabeça, a forma de pensar e de ver as coisas. O respeito com as pessoas, principalmente em casa, e a postura para enfrentar as dificuldades”, diz. E o reflexo disso está escancarado na obra.
Assim Que Levo a Vida, terceiro título de Segredo – pois ele já havia participado de dois trabalhos com o grupo Reis da Praça – chega ilustrado por 11 composições autorais e com produção cuidadosa.
A inspiração para as músicas vem do cotidiano, “cada letra tem um momento, um estado de espírito”, diz o artista. Para ele, uma das ferramentas para que serve o disco é passar mensagem positiva para as pessoas. “Acredito muito no poder da música e a intenção é conseguir prender a atenção de alguém e fazer ela se sentir bem com o que ouviu.”
Quem É Que Pode?, por exemplo, tema que abre a obra, fala sobre os caminhos que podemos tomar na vida e de como se pode chegar ao que se quer quando há fé. Temas como Papadoq e Outra Laia (Remix) apresentam batidas pesadas.
O menu sonoro de Assim Que Levo a Vida apresenta diversas surpresas. Uma delas é a participação especial do rapper, também de Santo André, Arnaldo Tifu, que solta a rima na música A Cada Passo. Outro que marca presença é Rodrigo Piccolo, da banda Mato Seco, na faixa Quem É Que Pode?.
Segredo diz que esse processo, dos convidados, foi algo natural. “Todos já eram amigos. No começo nem tinha tanta participação, mas na hora de finalizar (o disco) fui chamando um e outro e fechamos assim”, diz. A lista conta com vários artistas. Entre eles está DJ B8, do Projeto Nave. Outro nome forte da região que dá mais brilho ainda ao trabalho é o compositor Enézimo, em Agradeça Mais (remix). Para escutar em alto e bom som.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;