Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Atila aparece na liderança isolada e tem o dobro de Donisete

Montagem/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeiturável do PSB registra 31,5%, ante 15,3% do petista; distante, Volpi estaciona, com 5%


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

02/09/2016 | 07:00


Deputado estadual e candidato do PSB à Prefeitura de Mauá, Atila Jacomussi aparece isolado na corrida eleitoral e, com 31,5%, registra o dobro das intenções de voto estimulado do atual prefeito e candidato à reeleição, Donisete Braga (PT), que tem apoio de 15,3%. A sondagem é do DGABC Pesquisas, realizada a pedido do Diário.

Mesmo faltando exatamente um mês para a eleição de outubro, o cenário em Mauá mostra polarização entre Atila e Donisete. Na terceira colocação aparece Clóvis Volpi (PSDB). O tucano, porém, foi lembrado por 5% do eleitorado e está bem distante do segundo lugar. Na sequência vem o ex-vice-prefeito e hoje prefeiturável do PSD, Márcio Chaves, com 4,5%. Professora Rejane (Psol) e o vereador Rogério Santana (Rede) dividem a quinta colocação – têm 2,3%.

Candidato de última hora, Gilberto Barros (PPL) aparece com 0,3%. Indecisos e eleitores que disseram votar em branco ou nulo somaram 38,8%.

Esta é a primeira sondagem sem o nome da ex-deputada estadual Vanessa Damo (PMDB). A peemedebista decidiu apoiar Atila neste pleito na tentativa de transferir seus votos para o socialista.

REJEIÇÃO
Além de amargar desempenho bem abaixo da liderança, Donisete também registra a maior rejeição entre os prefeituráveis: 38% do eleitorado de Mauá declararam não votar de jeito nenhum no petista, que tem como desafio garantir o quinto governo do PT na cidade – três deles de Oswaldo Dias (1997-2000, 2001-2004 e 2009-2012).

Ex-superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) no governo Donisete, Atila vem em seguida, com 11,3% de números negativos. Volpi, que foi vereador na cidade e depois prefeito de Ribeirão Pires por duas ocasiões, é rejeitado por 6,5% do eleitorado. Candidato do PT em Mauá em 1992 e 2004, Márcio Chaves, hoje no PSD, vem em seguida, com 6% de reprovação do eleitor.

Atila goza de maior prestígio entre o eleitorado feminino: 32,4% desse grupo disseram que vão votar no socialista. Na disputa pelo voto masculino, o parlamentar também lidera, com 30,6%, justamente onde Donisete tem seu melhor desempenho no estrato de gênero (16,8%). Única mulher no pleito da cidade, Rejane tem apoio de apenas 2,4% das eleitoras.

No quesito renda familiar, a maioria (43,9%) entre os que possuem entre um e dois salários mínimos declarou voto em Atila. No grupo dos mais ricos (recebem R$ 4.400 ou mais) é Donisete quem prevalece: 30,2%, ante 14% para o rival.

Maioria folgada dos eleitores que se declaram analfabetos ou possuem Ensino Fundamental incompleto (42,1%) declarou voto em Atila, enquanto que 33,3% dos mais escolarizados (que possuem nível superior) dizem que vão reeleger Donisete. Deste grupo, Atila tem adesão de 18,8%.

O socialista triunfa entre os mais jovens (16 a 24 anos) – 36,1%, ante 23% do petista – e entre os mais idosos (60 ou mais): 30,9% a 12,3%.

A pesquisa ouviu 400 eleitores na terça-feira e está registrada no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número 06595/2016. A margem de erro é de cinco pontos percentuais. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atila aparece na liderança isolada e tem o dobro de Donisete

Prefeiturável do PSB registra 31,5%, ante 15,3% do petista; distante, Volpi estaciona, com 5%

Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

02/09/2016 | 07:00


Deputado estadual e candidato do PSB à Prefeitura de Mauá, Atila Jacomussi aparece isolado na corrida eleitoral e, com 31,5%, registra o dobro das intenções de voto estimulado do atual prefeito e candidato à reeleição, Donisete Braga (PT), que tem apoio de 15,3%. A sondagem é do DGABC Pesquisas, realizada a pedido do Diário.

Mesmo faltando exatamente um mês para a eleição de outubro, o cenário em Mauá mostra polarização entre Atila e Donisete. Na terceira colocação aparece Clóvis Volpi (PSDB). O tucano, porém, foi lembrado por 5% do eleitorado e está bem distante do segundo lugar. Na sequência vem o ex-vice-prefeito e hoje prefeiturável do PSD, Márcio Chaves, com 4,5%. Professora Rejane (Psol) e o vereador Rogério Santana (Rede) dividem a quinta colocação – têm 2,3%.

Candidato de última hora, Gilberto Barros (PPL) aparece com 0,3%. Indecisos e eleitores que disseram votar em branco ou nulo somaram 38,8%.

Esta é a primeira sondagem sem o nome da ex-deputada estadual Vanessa Damo (PMDB). A peemedebista decidiu apoiar Atila neste pleito na tentativa de transferir seus votos para o socialista.

REJEIÇÃO
Além de amargar desempenho bem abaixo da liderança, Donisete também registra a maior rejeição entre os prefeituráveis: 38% do eleitorado de Mauá declararam não votar de jeito nenhum no petista, que tem como desafio garantir o quinto governo do PT na cidade – três deles de Oswaldo Dias (1997-2000, 2001-2004 e 2009-2012).

Ex-superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) no governo Donisete, Atila vem em seguida, com 11,3% de números negativos. Volpi, que foi vereador na cidade e depois prefeito de Ribeirão Pires por duas ocasiões, é rejeitado por 6,5% do eleitorado. Candidato do PT em Mauá em 1992 e 2004, Márcio Chaves, hoje no PSD, vem em seguida, com 6% de reprovação do eleitor.

Atila goza de maior prestígio entre o eleitorado feminino: 32,4% desse grupo disseram que vão votar no socialista. Na disputa pelo voto masculino, o parlamentar também lidera, com 30,6%, justamente onde Donisete tem seu melhor desempenho no estrato de gênero (16,8%). Única mulher no pleito da cidade, Rejane tem apoio de apenas 2,4% das eleitoras.

No quesito renda familiar, a maioria (43,9%) entre os que possuem entre um e dois salários mínimos declarou voto em Atila. No grupo dos mais ricos (recebem R$ 4.400 ou mais) é Donisete quem prevalece: 30,2%, ante 14% para o rival.

Maioria folgada dos eleitores que se declaram analfabetos ou possuem Ensino Fundamental incompleto (42,1%) declarou voto em Atila, enquanto que 33,3% dos mais escolarizados (que possuem nível superior) dizem que vão reeleger Donisete. Deste grupo, Atila tem adesão de 18,8%.

O socialista triunfa entre os mais jovens (16 a 24 anos) – 36,1%, ante 23% do petista – e entre os mais idosos (60 ou mais): 30,9% a 12,3%.

A pesquisa ouviu 400 eleitores na terça-feira e está registrada no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número 06595/2016. A margem de erro é de cinco pontos percentuais. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;