Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Estímulos do BCE aumentam riscos, admite Weidmann



10/06/2014 | 00:21


Jens Weidmann, integrante do Conselho Diretor do Banco Central Europeu (BCE), defendeu a decisão da autoridade monetária por ampliar os estímulos, mas admitiu que o BCE está assumindo alguns grandes riscos, segundo entrevista publicada pelo jornal alemão Börsen-Zeitung.

Weidmann, que também é presidente do Bundesbank, o Banco Central da Alemanha, citou entre os riscos movimentos exagerados nos mercados financeiro e imobiliário. Ele também alertou para o perigo de surpresas negativas nos movimentos dos preços.

O membro do BCE lembrou que as medidas anunciadas pelo BCE servem como um despertador para os políticos, que precisam assumir a responsabilidade pelas reformas necessárias. "A política monetária já fez sua contribuição", disse ao jornal.

Na quinta-feira, o BCE cortou as taxas de refinanciamento e de depósitos. O banco também introduziu linhas de empréstimos baratos para os bancos da zona do euro. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estímulos do BCE aumentam riscos, admite Weidmann


10/06/2014 | 00:21


Jens Weidmann, integrante do Conselho Diretor do Banco Central Europeu (BCE), defendeu a decisão da autoridade monetária por ampliar os estímulos, mas admitiu que o BCE está assumindo alguns grandes riscos, segundo entrevista publicada pelo jornal alemão Börsen-Zeitung.

Weidmann, que também é presidente do Bundesbank, o Banco Central da Alemanha, citou entre os riscos movimentos exagerados nos mercados financeiro e imobiliário. Ele também alertou para o perigo de surpresas negativas nos movimentos dos preços.

O membro do BCE lembrou que as medidas anunciadas pelo BCE servem como um despertador para os políticos, que precisam assumir a responsabilidade pelas reformas necessárias. "A política monetária já fez sua contribuição", disse ao jornal.

Na quinta-feira, o BCE cortou as taxas de refinanciamento e de depósitos. O banco também introduziu linhas de empréstimos baratos para os bancos da zona do euro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;