Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Boskinho chega da França para reforçar o Banespa/São Bernardo


Das Agências

05/06/2006 | 17:47


Enquanto a maior parte das equipes de vôlei nacional perde seus talentos para times do exterior, que vão em busca de novas oportunidades motivados pela valorização do euro, o Banespa / São Bernardo fez o caminho inverso e trouxe da Europa o novo reforço para a temporada, o ponta Luciano Paczko Bosko, conhecido como Boskinho. O jogador iniciou os treinamentos na manhã desta segunda-feira, sob comando do técnico Paulo Coco.

Boskinho, que já defendeu a Ulbra, Suzano, Cocamar, Online, Chapecó e, na última temporada jogou pelo Tourcoing, time localizado no norte da França, tem 28 anos, 1m98 e é natural de Porto Alegre (RS). 

O ponta diz que existem semelhanças e diferenças no vôlei do Brasil e na França, e uma delas é sobre a imigração de jogadores. "É muito parecido. O nível do campeonato de lá é muito bom. A única diferença é que a média de idade dos jogadores de lá é mais alta, normalmente na faixa dos 25 anos para cima. São jogadores experientes que se destacaram em outros clubes. Aqui é o contrário. Tem muita gente nova e os que se destacam vão para fora". 

Sobre sua passagem pela equipe francesa, Boskinho garante que foi uma experiência de vida muito boa. "O time ficou em quarto lugar na competição e alguns times da França e da Bélgica demonstraram interesse na minha contratação, até para ganhar mais. Mas preferi voltar para o Brasil. Jogar na Europa abre as portas para o atleta, mas optei por voltar para cá. Fico mais perto da minha família e posso disputar a Superliga, que é uma competição muito equilibrada, ainda mais pelo Banespa, que é um time de tradição".

O atleta, que foi contratado para a temporada 2006/07, se diz otimista e confiante na sua adaptação. "Espero ter um bom começo de ano e ganhar títulos, seja Regional, Abertos ou Paulista, e chegar bem para a Superliga. Acho que tem tudo para ser uma boa temporada. Eu falei com o Paulo Coco e ele me disse que aqui tem uma galera nova, um pessoal forte fisicamente. Acredito que vou me adaptar bem, até porque já conheço grande parte da equipe, já joguei contra alguns deles e o Evandro foi meu companheiro na Ulbra".                        

Boskinho foi campeão paulista, gaúcho, dos Jogos Abertos do Interior, da Copa Brasil, sul-americano de clubes e duas vezes campeão da Superliga pela Ulbra, em 2002/03 e 2003/04. Também foi campeão Mundial infantil em 1995 e campeão sul-americano juvenil em 1996.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Boskinho chega da França para reforçar o Banespa/São Bernardo

Das Agências

05/06/2006 | 17:47


Enquanto a maior parte das equipes de vôlei nacional perde seus talentos para times do exterior, que vão em busca de novas oportunidades motivados pela valorização do euro, o Banespa / São Bernardo fez o caminho inverso e trouxe da Europa o novo reforço para a temporada, o ponta Luciano Paczko Bosko, conhecido como Boskinho. O jogador iniciou os treinamentos na manhã desta segunda-feira, sob comando do técnico Paulo Coco.

Boskinho, que já defendeu a Ulbra, Suzano, Cocamar, Online, Chapecó e, na última temporada jogou pelo Tourcoing, time localizado no norte da França, tem 28 anos, 1m98 e é natural de Porto Alegre (RS). 

O ponta diz que existem semelhanças e diferenças no vôlei do Brasil e na França, e uma delas é sobre a imigração de jogadores. "É muito parecido. O nível do campeonato de lá é muito bom. A única diferença é que a média de idade dos jogadores de lá é mais alta, normalmente na faixa dos 25 anos para cima. São jogadores experientes que se destacaram em outros clubes. Aqui é o contrário. Tem muita gente nova e os que se destacam vão para fora". 

Sobre sua passagem pela equipe francesa, Boskinho garante que foi uma experiência de vida muito boa. "O time ficou em quarto lugar na competição e alguns times da França e da Bélgica demonstraram interesse na minha contratação, até para ganhar mais. Mas preferi voltar para o Brasil. Jogar na Europa abre as portas para o atleta, mas optei por voltar para cá. Fico mais perto da minha família e posso disputar a Superliga, que é uma competição muito equilibrada, ainda mais pelo Banespa, que é um time de tradição".

O atleta, que foi contratado para a temporada 2006/07, se diz otimista e confiante na sua adaptação. "Espero ter um bom começo de ano e ganhar títulos, seja Regional, Abertos ou Paulista, e chegar bem para a Superliga. Acho que tem tudo para ser uma boa temporada. Eu falei com o Paulo Coco e ele me disse que aqui tem uma galera nova, um pessoal forte fisicamente. Acredito que vou me adaptar bem, até porque já conheço grande parte da equipe, já joguei contra alguns deles e o Evandro foi meu companheiro na Ulbra".                        

Boskinho foi campeão paulista, gaúcho, dos Jogos Abertos do Interior, da Copa Brasil, sul-americano de clubes e duas vezes campeão da Superliga pela Ulbra, em 2002/03 e 2003/04. Também foi campeão Mundial infantil em 1995 e campeão sul-americano juvenil em 1996.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;