Economia Titulo Popularidade
Dia da Pizza anima comércio da região

Empresários do setor estimam movimento 50% maior que o registrado em um dia normal

Da Redação
10/07/2024 | 10:41
Compartilhar notícia
FOTO: Celso Luiz/DGABC


O Dia Nacional da Pizza, comemorado hoje, promete movimentar as pizzarias da região. A expectativa é a de crescimento de cerca de 50% no faturamento em relação a um dia comum. Os estabelecimentos aproveitam a data para lançar promoções e estratégias com o objetivo de atrair e fidelizar os amantes da famosa redonda, apreciada mundialmente. As campanhas são válidas para o atendimento presencial e para o delivery.

Sócio da Pizzaria Vero Verde, em Santo André, Ernesto D’Andrea Júnior aposta no cenário e reforça que está preparado para o atendimento. “Em datas como essa, pensamos sempre na melhor escala para a cozinha, para os garçons e para os entregadores”, afirmou.

A data atrai a atenção dos comerciantes e também dos consumidores, segundo o empresário. “Não se compara a um de fim de semana, mas é significativo, há mais reservas para o salão e para pedidos do delivery”, comentou. “Como é um dia especial para nós, traremos uma novidade no cardápio”.

Para o presidente do Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC), Beto Moreira, a data comemorativa é importante para os estabelecimentos especializados que tendem a aproveitar a oportunidade e melhorar a receita. “O nosso empresário é criativo e a data, significativa. Portanto, a valorização do cardápio, inovação e sugestões vão fazer a diferença”, sugeriu.

O dirigente destacou que as pizzarias são um segmento representativo na região. Atualmente são 33 mil estabelecimentos registrados na base do sindicato patronal nas sete cidades. Desses, cerca de 12% são pizzarias.

O Dia Nacional da Pizza foi instituído em 1985, quando foi realizado em São Paulo um concurso para escolher a melhor pizza de muçarela. Deu tão certo que a data passou a ser comemorada anualmente.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;