Editorial Titulo Editorial
A indústria sob Morando
Por Da Redação
17/11/2023 | 08:28
Compartilhar notícia


O fracasso da política econômica do prefeito Orlando Morando (PSDB) fica evidente a cada encerramento de atividade das icônicas indústrias que, nas últimas seis décadas, foram responsáveis pelo enriquecimento do município. Ontem, sem que o chefe do Executivo desse um único pio, a planta da Toyota, no bairro Planalto, fechou as portas, para sempre. Entende-se o silêncio do tucano. Deve ser constrangedor – para quem prometeu, no plano de governo registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em 2016, “o fortalecimento da estrutura produtiva” para “que a nossa cidade volte a ser a terra das oportunidades” – assistir à fuga sistemática das empresas.

Diferentemente do compromisso assumido por Morando perante os eleitores, São Bernardo experimentou, nos últimos sete anos sob sua gestão, doloroso processo de desindustrialização. Só para ficar nos três grandes símbolos desse processo, citem-se a Ford, a Mangels e, agora, a Toyota. Enquanto a cidade perdia empregos, o prefeito parecia mais preocupado em criar factoides do que em implementar políticas efetivas para reverter a situação. Sua administração não apenas falhou ao não impedir o fechamento de vagas de trabalho qualificadas, como também careceu de visão estratégica para atrair investimentos inovadores e manter a vitalidade econômica de São Bernardo.

A ausência de medidas concretas para enfrentar a crise industrial evidencia a incapacidade de Morando em atuar em situação adversa. Em vez de buscar soluções para revitalizar a economia, o prefeito contentou-se em reagir histrionicamente, apelando a bravatas que provocavam mais constrangimento e escárnio do que solução. No plano protocolado no TSE, o tucano falava em criar “grupos de relacionamento” para gerar oportunidades. Mas que relacionamento procura alguém que xinga interlocutores, como ocorreu recentemente com diretores de empresa em plena Assembleia Legislativa? O chefe do Executivo, infelizmente, reduziu-se a um bufão. O resultado está aí.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;