Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Pentágono é reconstruído um ano depois dos atentados


Da AFP

06/09/2002 | 10:57


A reconstrução do Pentágono, parcialmente destruído pelo impacto de um avião seqüestrado, foi realizada a grande velocidade e agora o Departamento de Defesa se prepara para as cerimônias de 11 de setembro de 2002.

O projeto de reconstrução foi batizado de "Phoenix" (Fênix), como a ave da mitologia grega que renascia de suas próprias cinzas.

Quase 3 mil pessoas voltarão a seus escritórios no Pentágono para o primeiro aniversário dos atentados de 11 de setembro, que deixaram 3.052 mortos, sendo 189 no Pentágono (incluindo os cinco terroristas que estavam a bordo do avião que atingiu o edifício) e os outros no World Trade Center de Nova York e no avião que caiu na Pensylvania.

Foram reconstruídos mais de 400 mil metros quadrados de escritórios, em um custo estimado de US$ 500 milhões.

Mil operários de todas as especialidades trabalharam dia e noite para realizar algo parecido com um milagre, declarou a porta-voz do Exército, Rachel Decker, na semana passada durante uma visita a área do atentado.

"Nos adiantamos várias semanas em cada etapa do trabalho, já que os operários transformaram a reconstrução em um assunto de honra, afirmou.

Um deles, o eletricista John Simons, confirma a informação com um sorriso, enquanto coloca um capacete de plástico amarelo na cabeça. "Esta rapidez é surpreendente, sem dúvida uma questão de orgulho, de devoção", declarou, ao lado de um mural com fotos da destruição.

O responsável pelo plano Phoenix, Lee Evey, havia calculado em outubro de 2001 que seriam necessários 18 meses para demolir e retirar os escombros, e mais dois anos para deixar os escritórios prontos. Hoje, os funcionários já estão levando plantas verdes e bebedouros para dentro do Pentágono e tudo estará pronto no início de 2003.

A poucos metros do ponto de impacto, sobre o anel exterior E, uma sala de meditação plurireligiosa será o espaço para a reflexão dos visitantes. No muro estará um vitral pentagonal com a frase "Unidos na lembrança, 11 de setembro, 2001".

De fato, no dia do atentado o número de vítimas não foi maior por causa de uma remodelação iniciada há cinco anos no setor sul do edifício e que continuará pelo resto do Pentágono, afirmou Decker.

O balanço (125 funcionários mortos entre os 2.600 presentes) "teria sido bem maior sem as janelas a prova de balas reforçadas, as estruturas de aço e os extintores antiincêndio automáticos", disse.

Estas janelas e estruturas permitiram que os andares superiores (3º e 4º) agüentassem 30 minutos depois do atentado antes de cair, permitindo a evacuação da maioria dos funcionários, apesar do escuro, da fumaça e dos jorros de água provenientes dos muros.

O enorme edifício de cimento, construído em poucos meses durante a Segunda Guerra mundial para reagrupar o quartel-general do Departamento de Defesa e das diferentes Forças (Aérea, Armada, Exército, Marinha), suportou relativamente bem o golpe. Na sala de imprensa, situada na outra ponta do labirinto que é esta cidade de 23.000 pessoas, os jornalistas não escutaram nada e não sofreram cortes de eletricidade até o alarme.

No dia 11 de setembro de 2001, o vôo 77 da American Airlines, que partiu do aeroporto de Washington-Dulles, foi visto por testemunhas voando a baixa altura sobre Arlington (Virginia), para depois se chocar contra o Pentágono e se transformar em uma bola de fogo alguns instantes mais tarde entre o térreo e o primeiro andar do Pentágono.

Os seqüestradores da rede Al Qaeda deixaram incólume a área mais estratégica do edifício, situada no lado oposto, onde trabalham o secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, e o Estado Maior Conjunto.

No próximo dia 11 de setembro o presidente americano, George W. Bush, visitará o "Projeto Phoenix" e realizará um minuto de silêncio às 09h37, hora do impacto no dia do atentado, sob uma gigantesca bandeira dos Estados Unidos.

No mesmo dia se encerrarão as candidaturas para o monumento em memória das vítimas do vôo 77, que se levantará no futuro no local onde ficava o heliporto, em frente à área atacada.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;